O bicampeão Roger Federer teve hoje uma estreia tranquila no Open da Austrália em ténis, primeiro torneio do ‘Grand Slam’ do ano, com uma qualificação fácil na primeira ronda, favorável também ao espanhol Rafael Nadal.

Federer, terceiro cabeça de série e recordista de troféus em Melbourne a par de Novak Dkojokovic, ambos com seis conquistas, garantiu a passagem à segunda ronda, com um triunfo por 6-3, 6-4 e 6-4 diante do uzbeque Denis Istomin (101.º do mundo).

O tenista suíço, de 37 anos, à procura do seu 21.º triunfo num dos quatro ‘majors’ da época e 100.º título da carreira, teve uma estreia sem mácula, com 52 pancadas triunfantes, 14 das quais ases.

Um pouco antes, Rafael Nadal ganhou igualmente em três ‘sets’, com o espanhol, de 32 anos, vencedor em Melbourne apenas por uma vez, em 2009, a marcar o seu regresso aos ‘courts’ depois de quatro meses de ausência, quando abandonou no US Open.

O tenista maiorquino, que conta com 17 vitórias em torneios de ‘Grand Slam’, 11 delas em Roland Garros, tinha desistido de participar em Brisbane, no início de janeiro, com problemas físicos na coxa direita.

Hoje, em Melbourne, na Arena Rod Laver, Rafael Nadal qualificou-se após vencer o australiano James Duckworth, que tinha beneficiado de um ‘wild card’, também em três ‘sets’, por 6-4, 6-3 e 7-5.

“Não é fácil regressar depois de muitos meses sem competição, sobretudo diante de um jogador muito agressivo em cada ponto. É difícil encontrar o ritmo e regressar após lesão. Sei do que falo”, disse no final o espanhol.

Os encontros da segunda metade do quadro marcaram o início da primeira ronda masculina – em que Novak Djokovic, na parte superior da tabela, joga apenas na terça-feira –, com as primeiras surpresas a atingirem o norte-americano John Isner, primeiro top-10 a tombar, e o britânico Kyle Edmund.

Já a terminar o dia foi o momento de despedida de Andy Murray do open australiano, depois de na última semana, em lágrimas, ter anunciado a retirada dos ‘courts’ este ano, por não suportar as dores na anca, que o têm deixado fora do circuito.

O britânico, de 31 anos, perdeu com o espanhol Roberto Bautista-Agut (23.º do mundo), por 6-4, 6-4, 6-7 (5-7), 6-7 (4-7) e 6-2, num encontro que durou quatro horas e nove minutos, e durante o qual foi constantemente ovacionado pelo público.

Murray não só mereceu o apoio do público, como assistiu no final a um vídeo em que muitos jogadores e jogadoras, entre os quais Nadal, Federer, Novak Djokovic, Nick Kyrgios, John Isner, Caroline Wozniacky ou Sloane Stephens lhe deram palavras de apoio e agradecimento.

“Só para que saibas, sou o teu maior ‘fã’, cuida de ti”, disse um também emocionado Roger Federer.

Antes John Isner, nono cabeça de série, tinha ‘caído’ diante do também norte-americano Reilly Opelka (97.º do mundo), por 7-6 (7-4), 7-6 (8-6), 6-7 (4-7) e 7-6 (7-5), e Kyle Edmund (14.º), 13.º pré-designado e semifinalista do último ano, perdeu frente ao checo Thomas Berdych (57.º).

Edmund teve uma derrota sem discussão, em três ‘sets’, por 6-3, 6-0 e 7-5.

Margem igual para a derrota do português Pedro Sousa (103.º ATP), por 6-4, 7-5 e 6-4, diante do australiano Ale De Minaur (29.º).

“Não posso dizer que esteja satisfeito, porque perdi. Mas, no global, foi uma boa experiência jogar num ‘court’ grande [Margaret Court Arena], com um jogador como o De Minaur, que já ganhou um torneio ATP, a jogar em casa e onde é número um. Estou contente como lidei com a situação", disse no final o português à agência Lusa.

A derrota de Pedro Sousa deixa a representação portuguesa apenas com João Sousa (44.º), que na terça-feira se estreia diante do argentino Guido Pella (65.º).

Hoje, no quadro feminino, o destaque recaiu na campeã em título, a dinamarquesa Caroline Wozniack, terceira cabeça de série e WTA, que venceu tranquilamente a belga Alison Van Uytvanck (52.ª) por 6-3 e 6-4.

Igual facilidade teve a alemã Angelique Kerber, número dois mundial, com um duplo 6-2 no encontro frente à eslovena Polona Hercog (92.ª), estando a entrada em cena da número 1 mundial, a romena Simona Halep, prevista para terça-feira.

Halep, que apenas no último ano conseguiu o seu primeiro triunfo num ‘major’, em Roland Garros, defrontará a estónia Kaia Kanepi (71.ª).

Em outros encontros de hoje, destaque ainda para os apuramentos de Maria Sharapova (30.ª), vencedora de quatro cinco torneios do ‘Grand Slam’ e na Austrália em 2008, de Kiki Bertens (9.ª), de Sloane Stephens (5.ª) ou de Petra Kvitova (8.ª).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.