O selecionador nacional, Pedro Cordeio, acredita que Portugal pode vencer Israel e apurar-se para o playoff de acesso ao Grupo Mundial.

«Acreditamos que é sempre possível vencer os nossos adversários e, portanto, Israel não foge à regra, apesar de sabermos que vai ser uma eliminatória muito difícil», assegurou Pedro Cordeiro, citado num comunicado da Federação Portuguesa de Ténis (FPT). 

Israel, semifinalista no Grupo Mundial em 2009, ocupa a 11.ª posição no “ranking” e Portugal posiciona-se em 39.º, mas o “capitão” da equipa portuguesa está mais preocupado com «o valor dos jogadores» israelitas do que com a posição do adversário no escalonamento das nações. 

Pedro Cordeiro mostrou-se otimista quanto à vitória de Portugal na eliminatória, que se disputa de 06 a 08 de abril, em Ramat Hashron, e à presença no “play-off” de acesso ao Grupo Mundial, programado de 14 a 16 de setembro, com sorteio do quadro a 11 de abril. 

«Temos que ter os pés no chão. Em primeiro lugar, vamos ter uma eliminatória difícil, fora, perante um público que apoia bastante os seus jogadores, mas acredito que, se os nossos jogadores jogarem ao seu melhor nível, poderemos passar ao ‘playoff’», sublinhou. 

Para o confronto com Israel, o selecionador convocou Frederico Gil, Rui Machado, João Sousa e Gastão Elias, tenistas que lhe oferecem «todas as garantias, bem como aqueles que estão como suplentes [Leonardo Tavares e Pedro Sousa]». 

«Escolhi estes porque, para mim, são aqueles que, neste momento, estão mais rodados e em melhor forma», justificou. 

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.