Pedro Sousa foi o único tenista português a vencer hoje no quadro de singulares do Maia Open, torneio do circuito ‘challenger’ que decorre no Complexo Municipal de Ténis da Maia, onde João Domingues e Gonçalo Oliveira foram eliminados.

Pedro Sousa, que atualmente figura no 528.º lugar na hierarquia ATP, mas está a jogar com ‘ranking’ protegido (137.º), derrotou na estreia o ucraniano Oleksii Krutykh (190.º) em uma hora e 14 minutos, por duplo 6-4, para garantir a passagem à segunda ronda.

Depois de dois ‘breaks’ contra apenas um em cada parcial, o lisboeta marcou encontro com o compatriota Nuno Borges, número 93 do mundo e primeiro cabeça de série do torneio da sua cidade natal, onde foi semifinalista e finalista na edição dupla de 2021.

“Vai ser um encontro difícil contra o Nuno, que joga em casa, conhecemo-nos bem, treinámos juntos na semana passada, por isso espero que seja um bom jogo”, comentou em declarações à Sport TV Pedro Sousa, campeão do Maia Open em 2020.

Ao contrário do tenista lisboeta, de 34 anos, João Domingues (276.º) não foi tão feliz na estreia e cedeu perante o ‘qualifier’ austríaco Maximilian Neuchrist (359.º) em dois ‘sets’, com os parciais de 6-2 e 7-5, ao fim de uma hora e 23 minutos.

Já o portuense Gonçalo Oliveira, número 485 no ‘ranking’ ATP, ainda travou um duelo equilibrado com o austríaco Jurij Rodionov (120.º), segundo pré-designado, mas acabou eliminado na segunda ronda em três parciais, por 3-6, 6-2 e 7-6 (7-1), ao cabo de duas horas e 31 minutos.

Apurados para a fase seguinte do Maia Open, Nuno Borges, de 25 anos, e Pedro Sousa voltam ao ‘court’ na quinta-feira, não antes das 13:00, para discutir quem será o único representante nacional a marcar presença nos quartos de final.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.