O tenista Pedro Sousa contraiu hoje uma lesão e cedeu ao compatriota Nuno Borges a passagem aos quartos de final do Maia Open, torneio do circuito ‘challenger’ que está a decorrer no Complexo Municipal de Ténis da Maia.

O lisboeta, de 34 anos, liderava o encontro da segunda ronda por 4-2, quando contraiu uma mazela na virilha direita, optando por se retirar do ‘court’ e entregar o triunfo ao maiato, de 25 anos, que figura no 93.º lugar no ‘ranking’ mundial.

“Estava com um toque na virilha já há um mês, fiz uma microrrutura […] e piorou, piorou, piorou. Hoje, senti outra vez”, descreveu Sousa em conferência de imprensa, assumindo que a temporada desde o Open dos Estados Unidos “não tem sido fácil” e deixando uma decisão sobre o seu futuro em aberto.

Enquanto Pedro Sousa, número 528.º mundial, a jogar com ‘ranking’ protegido (137.º), acumula mais uma lesão a encerrar a temporada, que só iniciou em março, devido a problemas físicos, Borges garantiu o regresso aos quartos de final na Maia, onde foi semifinalista e finalista na sessão dupla do torneio em 2021.

O próximo adversário do primeiro cabeça de série português será o italiano Riccardo Bonadio (194.º), oitavo pré-designado, que hoje superou o belga Raphael Collignon em dois ‘sets’, por duplo 7-5, para se qualificar para os quartos de final, assim como o francês Luca Van Assche e o austríaco Maximilian Neuchrist.

Além de estar a lutar pelo sucesso na sua terra mundial, Nuno Borges está a jogar esta semana para tentar garantir o acesso direto ao quadro principal do Open da Austrália, primeiro torneio do ‘Grand Slam’ de 2023, e terminar época com o melhor ‘ranking’ possível.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.