Os tenistas portugueses Pedro Sousa e Nuno Borges conquistaram na última terça-feira a qualificação para a segunda ronda do Lisboa Belém Open, torneio de categoria Challenger, que está a decorrer no Club Internacional Foot-Ball (CIF), em Lisboa.

Num encontro com o amigo Gastão Elias, 432.º classificado do ‘ranking’ ATP, o lisboeta e jogador da casa (111.º ATP) levou a melhor e alcançou a vitória em três ‘sets’, com os parciais de 6-7 (5-7), 6-1 e 6-3, em uma hora e 16 minutos.

“Um encontro entre dois bons amigos é sempre complicado e difícil de gerir, ainda mais jogando no nosso clube. Tentamos nos abstrair, mas não é nada fácil”, começou por confessar Sousa.

Depois de liderar no ‘tie-break’ por 5-1 e ceder a primeira partida, o número dois português e segundo cabeça de série do torneio assegurou, contudo, um duelo com o francês Hugo Grenier (248.º ATP), que bateu o compatriota Mathias Bourge também em três ‘sets’, pelos parciais de 5-7, 6-0 e 6-1.

“Dentro do ‘court’ sentimos um bocadinho de mais pressão [pela amizade] em alguns momentos, como me aconteceu no final do primeiro ‘set’, que se não fosse contra o Gastão, se calhar, não me tinha custado tanto. Mas acabou por ser um bom encontro e consegui ser um bocadinho mais agressivo e alcançar a vitória”, explicou Pedro Sousa, de 32 anos.

O outro representante nacional hoje em prova, Nuno Borges, por sua vez, eliminou na estreia o bósnio Damir Dzumhur, 113.º colocado na hierarquia mundial e terceiro pré-designado, em apenas duas partidas, por 7-6 (10-8) e 6-1, ao cabo de uma hora e 40 minutos.

“O primeiro ‘set’ foi extremamente duro desde início. Ele esteve por cima, eu tive oportunidades que não aproveitei, depois acabei por levar um ‘break’, houve muitos altos e baixos. Mas, quando saí por cima do ‘tie break’, senti que era a minha chance de entrar no segundo ‘set’ já com o pé a fundo e marcar a diferença logo, fazendo-o perder um bocadinho a confiança de que podia ganhar o encontro”, comentou o campeão nacional.

Consumado o triunfo num embate em que chegou a salvar seis ‘set points’ no ‘tie-break’ do primeiro ‘set’, o jovem maiato, de 23 anos, e número 500 do mundo marcou encontro na próxima jornada com o brasileiro Guilherme Clezer (270.º ATP), naquele que será o primeiro confronto entre ambos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.