O tenista português Rui Machado, com sintomas gripais, consentiu hoje que o francês Paul-Henri Mathieu vencesse no primeiro encontro do quadro principal de singulares do "Challenger" de Bordéus, em França.

Rui Machado, 79.º na hierarquia mundial, cedeu por 7-6 (8-6) e 7-6 (7-4) frente a Mathieu, contemplado com convite para integrar a grelha principal e que ocupa atualmente a 278.ª posição na classificação mundial.

Machado pediu ao diretor do torneio de Bordéus para jogar apenas na terça-feira, mas não lhe foi deferida a pretensão.

«Hoje, senti algumas limitações físicas devido ao estado gripal dos últimos dias, mas achei que iria conseguir estar competitivo», disse Rui Machado.

O algarvio, o tenista português mais bem cotado de sempre, referiu que entrou «no campo para ganhar» e lamentou que o adversário tenha conseguido que «as pontas finais dos 'sets' pendessem para o lado dele».

«Resta-me descansar e recuperar, para depois preparar-me da melhor forma para o importante torneio de Roland Garros", acrescentou.

No quadro principal de singulares do "Challenger" de Bordéus está ainda Gastão Elias, que, na manhã de hoje, venceu o francês Albano Olivetti na última ronda da fase de qualificação, por 6-4 e 6-1.

Na terça-feira, Elias, treinado pelo brasileiro Jaime Oncins, vai jogar a presença na segunda ronda do quadro principal de singulares com o belga Steve Darcis, segundo cabeça de série.

Pedro Sousa também jogou hoje as finais da fase prévia, mas não conseguiu ultrapassar Teymuraz Gabashivili. O russo triunfou por 6-1 e 7-5.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.