O tenista português Rui Machado qualificou-se quinta-feira para os quartos de final do “Challenger” de Génova, em Itália, juntando-se ao compatriota Frederico Gil.

Rui Machado, terceiro cabeça-de-série, venceu o anfitrião Daniele Giordini, em três "sets", pelos parciais de 4-6, 6-3 e 6-4, num embate que se prolongou por três horas e um minuto.

«Foi uma vitória muito sofrida. Demorei mais tempo do que desejava a adaptar-me às condições da noite. A humidade e o tipo de bolas tornaram o jogo muito lento e só com muito espírito de sacrifício consegui virar o resultado», explicou Rui Machado.
Nos quartos-de-final, o tenista luso vai defrontar o argentino Leonardo Mayer.

Por seu lado, Frederico Gil, oitavo pré-designado, afastou o croata Kristijan Mesaros, por 6-1 e 6-4.

Gil, 106.º do ranking ATP, precisou de uma hora e vinte e três minutos para afastar o rival, 235.º, e agora vai defrontar Alessandro Giannessi (202.º) – “um jogador canhoto, que serve bem e tem raça” -, com quem discutirá um lugar nas meias-finais do torneio, dotado de 85.000 euros em prémios.

«Tinha informações de que Mesaros jogava mais ‘spinado’ de fundo, o que não aconteceu, e aproveitou muito pouco as bolas curtas. Sinceramente, acho que não foi um bom primeiro ‘set’ de ambas as partes, mas eu fui mais sólido», disse Gil, que só permitiu ao rival vencer cinco pontos no seu serviço.

O tenista luso foi surpreendido com um “break” no segundo jogo, mas conseguiu responder e igualar a quatro.

«A parte final foi melhor, pois joguei mais apoiado, a impor ritmo e a distribuir jogo. As condições aqui também são muito lentas e é preciso mais paciência», finalizou, citado pela sua assessoria de imprensa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.