A história é contada pela própria Serena Williams na sua página oficial no facebook: a tenista foi roubada, correu atrás do ladrão até recuperar o que lhe pertencia.

Tudo aconteceu durante o jantar da norte-americana num restaurante chinês, que a própria não quis divulgar o nome nem em que cidade estava. Serena conta que estava sentada à mesa, juntamente com outra pessoa, quando alguém aproximou-se dela e ficou parado, durante algum tempo. Algo que fê-la desconfiar logo. De repente, o homem agarrou no telemóvel da tenista e desatou a correr. Serena não se deixou ficar: saiu do restaurante e encetou uma perseguição ao ladrão.

"Não pensei, só reagi [daí a fotografia da "Super-mulher" publicada no facebook], saltei por cima de uma ou duas cadeiras e corri atrás dele", contou a tenista, esta quarta-feira.

Serena Williams diz que conseguiu apanhar o homem e, usando a voz "mais calma e ameaçadora" que conseguiu fazer, perguntou ao ladrão se ele teria "acidentalmente" pegado no telemóvel errado. O homem, atrapalhado, respondeu: "Sabe que mais, foi isso mesmo! Estava muita confusão no restaurante e devo ter pegado no telemóvel errado".

O telemóvel foi devolvido, Serena decidiu não chamar a polícia. Quando regressou ao restaurante, foi recebida com uma grande ovação.

"Fiquei orgulhosa. Mostrei a todos os homens que posso enfrentar os valentões. Foi uma vitória para as mulheres!", escreveu a tenista, que deixou um conselho às mulheres. "Não tenha medo de enfrentar qualquer desafio e não seja uma vítima, mas uma heroína!", atirou.

O momento foi partilhado no facebook onde Serena aparece numa fotografia vestida de "Super-mulher".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.