Serena Williams nunca perdeu na primeira eliminatória dos torneios do Grand Slam. Mas a ronda inicial na 125.ª edição de Wimbledon foi disputada em circunstâncias especiais: marcava o regresso de Serena a Wimbledon, após 12 meses recheados de maus momentos, um dos quais pôs a sua vida em perigo.

Frente à francesa Aravane Rezai (61.ª), a quem venceu, por 6-3, 3-6 e 6-1, Serena não jogou o seu melhor mas terminou de forma autoritária, encerrando com um ás. Mas depois de cumprimentar a adversária, não conseguiu travar as lágrimas. «Tem sido muito difícil e só queria ganhar um encontro aqui, já que não estou em pares. Foi um ano desastroso e adoro ténis e não esperava voltar aqui… nunca chorei de alegria por nada», admitiu Serena, mal saiu do “central”.

Na segunda ronda, a norte-americana que ocupa o 25.º lugar do “ranking” WTA, vai defrontar a romena Simona Halep (58.ª), vencedora da sérvia Bojana Jovanovski (50.ª), por 6-1, 6-2.

A jornada ainda não chegou ao fim mas já foi fatal para Samantha Stosur e Jelena Jankovic. Stosur (10.ª), semifinalista na semana passada em Eastbourne, foi surpreendida pela húngara Melinda Czink (72.ª), por 6-3, 6-4. Já a ex-número um mundial, Jankovic (15.ª) foi vítima da agressiva espanhola Maria Jose Martinez Sanchez (76.ª), que venceu, por 5-7, 6-4 e 6-3, num encontro em que subiu 56 vezes à rede!

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.