A organização de Wimbledon, terceira prova do Grand Slam de 2018, atribuiu o estatuto de 25.ª cabeça de série à tenista norte-americana Serena Williams, um mês após essa pretensão ter sido recusada pelos responsáveis de Roland Garros.

Williams esteve afastada dos ‘courts’ durante mais de um ano, devido a uma gravidez, e ocupa atualmente o 183.º lugar do ‘ranking’ mundial, que a impediria de ser pré-designada no torneio inglês, mas a organização de Wimbledon reserva-se o direito de alterar o posicionamento dos favoritos.

A recusa dos responsáveis de Roland Garros em atribuir à norte-americana um lugar entre os cabeças de série foi muito criticada, promovendo o debate sobre a forma como as tenistas são tratadas pelo circuito no regresso à competição após terem passado por uma gravidez.

Williams, antiga líder da hierarquia mundial, venceu três encontros no torneio francês, mas viu-se obrigada a abandonar a prova de terra batida antes do encontro dos oitavos de final com a russa Maria Sharapova, devido a lesão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.

Ajude-nos a melhorar o SAPO Desporto