O tenista português Pedro Sousa garantiu hoje o regresso aos quartos de final do Lisboa Belém Open, que está a decorrer no Club Internacional de Foot-Ball (CIF), em Lisboa, enquanto Nuno Borges e Gonçalo Oliveira foram eliminados.

A disputar os oitavos de final em casa, o número dois nacional e 111.º colocado no ‘ranking’ ATP ultrapassou o francês Hugo Grenier (248.º ATP) em dois ‘sets’, pelos parciais de 7-5 e 6-0, em uma hora e 31 minutos, depois de ter chegado a liderar a primeira partida por 4-1, com dois ‘breaks’ de avanço.

“Estava 4-1, mas o encontro estava equilibrado, com pontos muito disputados. Já tinha jogado com ele em Split e foi parecido. Ele não tem uma pancada que faça grande mossa, mas é muito sólido e serve bem. A bola estava mais pesada e jogar ao fim da tarde é mais difícil. Felizmente consegui dar a volta. Entrei muito forte no segundo ‘set’ e isso ajudou a desanimá-lo”, explicou o lisboeta, de 32 anos, que somou nove jogos seguidos para selar o triunfo em dois ‘sets’.

Depois da presença nos quartos de final em 2018, Pedro Sousa vai disputar, desta vez, uma vaga na meia-final com o cazaque Dmitry Popko, 178.º classificado da hierarquia mundial, que derrotou hoje Gonçalo Oliveira também em duas partidas, por duplo 6-2, em uma hora e 28 minutos.

Apesar de afastado da prova de singulares, o portuense (285.º ATP) somou mais uma vitória na variante de pares, ao lado do dominicano Roberto Cid, frente ao norte-americano Robert Galloway e o ucraniano Denys Molchanov, por 1-6, 6-3 e 10-4, e qualificou-se para as meias-finais do Lisboa Belém Open, torneio de categoria Challenger.

Já o maiato Nuno Borges, número 500 do ‘ranking’ ATP, não foi capaz de superar o brasileiro Guilherme Clezar (270.º ATP) e acabou eliminado em dois ‘sets’, com os parciais de 6-3 e 7-6 (7-5), ao cabo de uma hora e 45 minutos de encontro.

Mas tal como o portuense, Borges e o parceiro Francisco Cabral garantiram o acesso às meias-finais da competição de pares com um triunfo ante os brasileiros Orlando Luz e João Menezes, em três partidas, com os parciais 2-6, 7-5 e 10-5. Na luta por um lugar na final, a dupla portuguesa vai defrontar Gonçalo Oliveira e Roberto Cid.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.