A cidade Sydney foi escolhida como sede da fase final da primeira edição da nova World Team Cup, o Campeonato do Mundo de Nações de ténis organizada em janeiro de 2020 pela ATP, enquanto que Brisbane receberá jogos da fase de grupos, anunciaram nesta segunda-feira os organizadores.

Outra cidade australiana, que segundo a imprensa poderia ser Adelaide, vai acolher jogos da fase de grupos, além de Sydney e Brisbane, para esta competição de 10 dias, que terá início em 3 de janeiro de 2020 e terminará uma semana antes Australian Open, o primeiro Grand Slam da temporada, em Melbourne.

O novo torneio "reunirá os melhores do mundo num grande evento por equipas que distribuirá pontos ATP", explicou o diretor do circuito, Chris Kermode, que destacou o apoio de Roger Federer e Novak Djokovic na promoção do evento. O prémio será de 15 milhões de dólares.

Uma competição com o nome de Campeonato do Mundo de ténis já fez parte do calendário da ATP entre 1978 e 2012 e era disputado em Dusseldorf, na Alemanha.

A previsão dos organizadores é contar com 24 países divididos em seis grupos, antes de uma fase final com oito seleções. Cada equipa será composta por até cinco jogadores e disputará duas partidas de simples e uma de duplas por confronto.

O novo Campeonato do Mundo do ténis será organizado num momento em que a mítica Taça Davis também anunciou uma revolução no seu formato. O tradicional torneio por países, organizado pela Federação Internacional de Ténis (ITF), será disputado durante uma semana em novembro, e não mais ao longo do ano, com Madrid como sede em 2019.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.