O espanhol Rafael Nadal, terceiro tenista mundial, qualificou-se hoje sem dificuldade para a terceira ronda de Roland Garros, num dia em que o francês Paul-Henri Mathieu precisou de quase seis horas para afastar o norte-americano John Isner.

O português Rui Machado despediu-se hoje de Paris, ao perder, ao lado do espanhol Daniel Gimeno-Traver, frente ao checo Lukas Dlouhy e ao francês Nicolas Mahut, por 6-1, 7-5, na primeira ronda do quadro de pares.

Ao fim de 5:41 horas e ao sétimo ponto de encontro, Mathieu, 261.º mundial, derrotou Isner, 10.º cabeça de série, por 6-7 (2-7), 6-4, 6-4, 3-6, 18-16, naquele que foi o encontro com mais jogos disputados em Roland Garros desde de que, em 1973, foi instituído o “tie-break”.

O encontro entre Mathieu e Isner, que fez 41 ases, é mesmo o segundo mais longo do torneio do “Grand Slam” parisiense, apenas batido pelo embate entre os franceses Fabrice Santoro e Arnaud Clément, que, na edição de 2004, durou 6:33 horas.

Estas maratonas não são estranhas para Isner, que, em 2010, bateu o recorde de encontro mais longo da história, quando bateu o também francês Nicolas Mahut em Wimbledon, ao fim de 11:05 horas.

Menos tempo na terra batida parisiense passou Rafael Nadal, detentor do troféu, que “cilindrou” o uzbeque Denis Istomin, por 6-2, 6-2, 6-0.

«Todos dizem que ele [Nadal] é o rei da terra batida. Ainda não o conhecia. Agora já o sei», admitiu Istomin.

Apesar de ter sofrido espasmos nas costas, o britânico Andy Murray, quarto pré-designado, conseguiu dar a volta ao encontro com o finlandês Jarkko Nieminen, que chegou a estar a vencer por 6-1, 4-2, mas acabou por ceder os três últimos parciais por 6-4, 6-1, 6-2.

«Para ser honesto, não sei como consegui ganhar este encontro», revelou Andy Murray.

No setor feminino, a chinesa Li Na, detentora do troféu, passou sem grandes dificuldades à ronda seguinte, afastando a francesa Stéphanie Foretz-Gacon, por 6-0, 6-2), enquanto a finalista vencida em 2011, a italiana Francesca Schiavone, perdeu um “set” frente à búlgara Tsvetana Pironkova, mas venceu por 2-6, 6-3, 6-1.

A estónia Kaia Kanepi, 23.ª pré-designada e vencedora do último Estoril Open, também seguiu em frente, ao eliminar a romena Irina Begu, por 6-4, 6-1.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.