Os tenistas Sloane Stephens, Juan Martin del Potro e John Isner asseguraram no domingo o acesso aos quartos de final do US Open, quarto ‘major' da temporada, que distribui cerca de 34 milhões de euros em prémios.

Juan Martin del Potro continuou sem perder na quarta ronda, ao bater o croata Borna Coric, no Arthur Ashe Stadium, em três ‘sets’, pelos parciais de 6-4, 6-3 e 6-1, para regressar aos quartos de final pelo terceiro ano consecutivo.

"Penso que vencer em três ‘sets’ consecutivos é bom para o corpo, pernas e condição física. Mas cada encontro é uma nova batalha e temos de estar prontos para esse momento", explicou o campeão do US Open em 2009, após colocar um ponto final na presença inédita do número 20 ATP nos oitavos de final de um Grand Slam.

O argentino e número três mundial quebrou o serviço seis vezes a Coric de 21 anos e salvou o único ‘break point' que enfrentou ao longo das duas horas e 15 minutos de encontro.

"Joguei um ténis sólido do princípio ao fim. Fiz todos os meus jogos de serviço, que é o mais importante no encontro. Também me senti bem com a minha pancada de direita", destacou Del Potro, que vai agora medir forças com John Isner.

Ao contrário do argentino, o norte-americano volta aos quartos de final do ‘major' nova-iorquino ao fim de sete anos, após a presença em 2011, com um triunfo sobre Milos Raonic, por 3-6, 6-3, 6-4, 3-6 e 6-2.

"Felizmente não houve nenhum ‘tie-break'. Não houve um em cinco ‘sets’. É uma grande pressão", defendeu o 11.º cabeça de série, de 33 anos, que precisou de três horas e oito minutos para eliminar o antigo número três do ‘ranking' mundial e garantir, pela segunda vez consecutiva, o acesso ao lote de oito finalistas de um torneio do Grand Slam, depois de Wimbledon.

Na competição feminina, Sloane Stephens deu mais um passo importante rumo à defesa do título alcançado há um ano em Flushing Meadows, o primeiro ‘major' da sua carreira, ao aplicar um duplo 6-3 a Elise Mertens.

Graças a um jogo ofensivo, a número três mundial eliminou a belga (15.ª WTA) em uma hora e 26 minutos e tornou-se no terceiro representante da ‘casa' a garantir vaga na fase seguinte, depois de Serena Williams e John Isner.

Garantida a vitória nos oitavos de final, Stephens volta a encontrar, um ano depois, a letã Anastasija Sevastova nos quartos de final em Flushing Meadows, onde em 2017 levou a melhor, e este ano venceu recentemente no Canadá por duplo 6-2.

Sevastova, por sua vez, impôs-se à sétima pré-designada Elina Svitolina, por 6-3, 1-6 e 6-0 em uma hora e 21 minutos, para repetir os quartos de final alcançados nas duas últimas edições do US Open.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.