A norte-americana Venus Williams completou hoje umas 24 horas de pesadelo para a família Williams, imitando a sua irmã Serena ao perder na segunda ronda do torneio de ténis de Roland Garros, afetado pela primeira vez pela chuva.

Um dia depois de Serena Williams ter caído na ronda inaugural de um “Grand Slam” pela primeira vez na sua carreira, Venus seguiu-lhe o exemplo, sofrendo uma derrota lógica frente à número três mundial, a polaca Agnieszka Radwanska, por 6-2 e 6-3.

Radwanska fechou uma jornada sem surpresas no quadro feminino, que terá na terceira ronda as antigas campeãs Ana Ivanovic (2008) e Svetlana Kuznetsova (2009) e a número um mundial, Victoria Azarenka.

Depois do susto na primeira ronda, a bielorrussa confirmou o estatuto de primeira cabeça de série, batendo a “qualifier” alemã Dinah Pfizenmaier, por duplo 6-1.

«Definitivamente, hoje foi um encontro diferente. Não conhecia a minha adversária e demorei alguns jogos a perceber como ela joga, mas encontrei o meu ritmo e joguei muito melhor», disse Azarenka, que precisou de apenas 55 minutos para afastar Pfizenmaier, uma estreante nos “Grand Slam”.

A número um mundial procura em Roland Garros tornar-se a primeira jogadora a ganhar o torneio francês e o Open da Austrália no mesmo ano desde Jennifer Capriati, em 2001.

Vencedora em 2008, a sérvia Ana Ivanovic mostrou que está de regresso ao seu melhor jogo, ao derrotar a israelita Shahar Peer, por duplo 6-2.

«Estou a jogar com mais consistência e a melhorar a cada semana. Estou a começar a gostar de jogar outra vez», confessou a 13.ª cabeça de série, que não conseguiu chegar aos quartos-de-final do torneio francês nas últimas três edições.

A sua sucessora no palmarés de Roland Garros, a russa Svetlana Kuznetsova também avançou para a terceira ronda, depois de vencer a Chan Yung-Jan, de Taiwan, por 6-4 e 7-6 (7-4).

Antes de a chuva aparecer para interromper, pela primeira vez ao quarto dia, a quinzena de jogos no complexo de Bois de Boulogne, o número um mundial Novak Djokovic tinha já assegurado a sua passagem à terceira ronda, assim como o suíço Roger Federer, novo recordista de vitórias em encontros de torneios do “Grand Slam”.

O sérvio dominou o encontro com o esloveno Blaz Kavcic (99.º), saindo vitorioso em duas horas e 14 minutos, com os parciais de 6-0, 6-4 e 6-4.

Outro dos favoritos à conquista do troféu, o argentino Juan Martin del Potro sofreu para vencer o francês Edouard Roger-Vasselin, por 6-7 (5-7), 7-6 (7-3), 6-4 e 6-4, devido ao joelho esquerdo, que continua a ser «uma preocupação constante».

Para a terceira ronda avançaram também o checo Tomas Berdych, o francês Gilles Simon e Fernando Verdasco, cuja vitória sobre o luxemburguês Gilles Muller, por 6-7 (5-7), 6-3, 6-2 e 6-2, lhe valeu um lugar na seleção olímpica espanhola em Londres2012.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.