O tenista espanhol Fernando Verdasco, segundo favorito da 22.ª edição do Estoril Open, reconheceu que a vitória sobre Frederico Gil foi difícil, uma vez que o português «jogou bem» e teve um «grande apoio do público».

«Ele jogou bem, teve o apoio do público, é normal, estava a jogar em casa e por isso não foi fácil para mim» , afirmou Verdasco, 15.º do ranking mundial, que venceu o último português prova por 6-1 e 7-6 (7-5).

Gil, finalista vencido na edição do Estoril Open do ano passado, ainda deu luta ao espanhol no segundo “set”, quando recuperou de um 5-1 para um 6-5, altura em que, tal como assumiu Verdasco, o português foi superior.

«Comecei a jogar bem, sem erros forçados, mas no segundo ‘set’ quando estava prestes a fechar o jogo ele [Frederico Gil] começou a jogar melhor. Tentei manter a calma, jogar em profundidade e fazer o meu melhor», sustentou.

Verdasco deixou ainda elogios ao melhor tenista português de sempre, 62.º do circuito ATP, depois de o ter visto jogar há duas semanas no Mónaco.

«Vi-o jogar em Monte Carlo frente ao Monfils e sabia que hoje não ia ser fácil, porque ele está a jogar muito bem, com confiança, chegou à final aqui no ano passado e tinha o apoio do seu país», frisou.

Nos quartos de final, que se jogam sexta-feira, Fernando Verdasco vai encontrar o sul-africano Kevin Aderson.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.