O número dois mundial de ténis, Daniil Medvedev, foi surpreendido pelo polaco Hubert Hurkacz e ficou pelos quartos de final de Wimbledon, terceiro ‘major’ da época, enquanto a australiana Ashleigh Barty marcou encontro com Angelique Kerber nas meias-finais.

Numa jornada dedicada aos quartos de final femininos no All England Club, o russo Daniil Medvedev e o jovem campeão do ATP Masters 1.000 de Miami, de 23 anos, abriram a sessão de hoje no ‘court’ central para concluir o encontro dos oitavos de final, que havia sido interrompido na segunda-feira.

Na retoma do desafio, suspenso no quarto parcial (4-3), o número 18 mundial acabou por dominar o rumo dos acontecimentos e em cinco ‘sets’, com os parciais de 2-6, 7-6 (7-2), 3-6, 6-3 e 6-3, ao fim de três horas e dois minutos, eliminou o tenista russo, de 25 anos.

“Jogar neste ‘court’ incrível, provavelmente o melhor do mundo, diante de um público fantástico é muito especial. O Daniil é um jogador incrível. Lutámos tanto no ‘court’ número dois. Ganhar é inacreditável... sabia que tinha de começar forte hoje e penso que fiz um belo trabalho”, confessou o polaco, ainda em ‘court’.

Graças ao triunfo, Hubert Hurkacz alcançou o acesso inédito aos quartos de final de um torneio do Grand Slam e vai defrontar o suíço Roger Federer, oito vezes campeão na relva londrina, no encontro de qualificação para as meias-finais.

Na competição feminina, a líder do ‘ranking’ WTA garantiu hoje, pela primeira vez na carreira, a presença nas meias-finais de Wimbledon, ao derrotar facilmente a compatriota Ajla Tomljanovic, pelos parciais de 6-1 e 6-3, em apenas uma hora e seis minutos.

Depois de integrar, pela terceira vez, o lote de quatro finalistas de um ‘major’, após vencer Roland Garros em 2019 e disputar as meias-finais do Open da Austrália em 2020, a jovem australiana vai defrontar a alemã Angelique Kerber, de 33 anos, no próximo desafio.

A antiga número um mundial e campeã de Wimbledon, em 2018, bateu hoje a checa Karolina Muchova, por 6-2 e 6-3, em uma hora e 15 minutos, para voltar a discutir, pela quarta vez, o encontro de apuramento para a final do torneio britânico.

Já a segunda cabeça de série Aryna Sabalenka impôs-se à tunisina Ons Jabeur (24.ª WTA), por 6-4 e 6-3, e qualificou-se para as suas primeiras meias-finais de um torneio do Grand Slam, ao cabo de uma hora e 14 minutos

“Simplesmente adoro tudo nesta superfície. Na realidade é difícil jogar em relva, mas desfruto de cada segundo no ‘court’”, comentou a número quatro da hierarquia WTA que vai medir forças agora com a checa Karolina Pliskova (13.ª WTA), responsável pela eliminação da suíça Viktorija Golubic, por duplo 6-2.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.