O diretor-executivo da Volvo Ocean Race, o norueguês Knut Frostad, confirmou hoje à agência Lusa que Lisboa está na lista de 33 cidades finalistas à organização das próximas duas edições da regata, em 2014 e 2017.

«Posso dizer que Lisboa está na ‘short list’. Na lista estão mais de 30 cidades e todas fortes candidatas. O que vai interessar é o sucesso que a prova terá nas próximas duas semanas, a experiência que as pessoas terão em Portugal e os planos para que a prova possa ser ainda maior em Portugal», sublinhou o CEO da competição, em declarações após a inauguração das instalações na Doca de Pedrouços, em Algés.

Frostad admitiu que Lisboa está bem colocada para ganhar a «medalha de ouro» da 11.ª edição da Volvo Ocean Race (que este ano passa por 10 cidades), objetivo traçado pelo promotor da escala portuguesa, João Lagos. «A Race Village está realmente muito boa. Vim à Docapesca há dois anos. Estava muito diferente. Vimos os planos, acreditámos neles e está exatamente como nos planos ou ainda melhor», afirmou Knut Frostad.

O CEO da Volvo Ocean Race admite que a cidade tem «um grande potencial» como “stopover” (escala) da regata de circum-navegação. «Estamos a usar o ‘stopover’ de Lisboa para mostrar a prova a mais de 100 países em todo o mundo e queremos que essa experiência seja boa. Pensamos que Lisboa tem um grande potencial porque Lisboa está muito próxima do mar. A cidade e a Race Village estão mesmo em frente ao mar. Tem um grande potencial», explicou.

O responsável máximo da Volvo Ocean Race também elogiou o empenho das instituições portuguesas que apoiaram o projeto, nomeadamente as câmaras de Lisboa e Oeiras e o Turismo de Portugal. «A impressão é muito boa. Quando decidimos vir para Lisboa foi porque acreditávamos na visão e motivação da Lagos Sports, da cidade e do Turismo de Portugal. E eles cumpriram essa expetativa», rematou.

Lisboa recebe o final da sétima etapa da regata, iniciada em Miami, Estados Unidos, a 20 de maio, após uma travessia Atlântica de 3.590 milhas náuticas.

A chegada do primeiro barco está prevista para as 22h00 e na liderança da “perna” está o Abu Dhabi, já a menos de 200 milhas náuticas de Lisboa, seguido dos franceses do Groupama e dos norte-americanos do Puma. A regata larga de Lisboa a 10 de junho em direção a Lorient, na França, e termina a 07 de julho com a “in-port-race” (regata no porto) de Galway, Irlanda.

- Classificação na largada da sétima etapa, em Miami:

1. Telefonica (Esp/Iker Martinez), 165 pontos.

2. Groupama 4 (Fra/Franck Cammas), 158.

3. Camper (NZL/Chris Nicholson), 152.

4. Puma (EUA/Kenny Read), 151.

5. Abu Dhabi (EAU/Ian Walker), 74.

6. Sanya (Chi/Mike Sanderson), 27.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.