O francês Francis Joyon estabeleceu hoje o novo recorde da travessia do Atlântico norte em solitário, ao cortar chegar ao cabo Lizard, no sudoeste de Inglaterra, após cinco dias, duas horas e 56 minutos de viagem.

O navegador, de 57 anos, partiu de Nova Iorque na última quarta-feira ao leme do maxi-trimarã Idec, que tem 30 metros de comprimento, melhorando em 16:34 horas registo que o seu compatriota Thomas Coville conseguiu em 2008.

Joyon deveria concluir a aventura durante a madrugada de segunda-feira, mas terminou hoje às 12:11.

Com este resultado, Joyon conseguiu o último grande recorde em solitário que lhe faltava no seu historial, uma vez que já tinha o da volta ao Mundo (57 dias, 13 horas, 34 minutos, em 2008), a Rota das Descobertas, entre Cádis, em Espanha, e San Salvador, nas Bahamas (oito dias, 16 horas e sete minutos, este ano) e também o da mais longa distância percorrida em 24 horas (1.233,4 quilómetros, em 2012).

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.