O velejador Eduardo Marques qualificou-se ontem para o grupo de ouro do apuramento europeu para Tóquio2020 na classe Laser Standard, embora afastado das duas vagas disponíveis em Vilamoura.

O seu 32.º lugar após seis regatas, com 73 pontos, é o quinto melhor desempenho entre as 17 nações em luta pelos dois lugares em disputa no Velho Continente.

Os representantes dos Países Baixos, 13.º com 39 pontos, de Espanha, 18.º com 49, da Bélgica, 23.º com 56, e da Hungria, 27.º com 64 pontos, que também lutam pelo apuramento, estão mais bem posicionados para serem bem-sucedidos nos três dias que faltam.

O ‘cut’ de 70 velejadores para o grupo de ouro inclui ainda Santiago Sampaio, 57.º com 135 pontos.

O sub-19 Rui Silveira disputará o melhor lugar a partir do 71.º posto, sendo 73.º com 172 pontos, enquanto Lourenço Mateus é 82.º com 189, o sub-21 André Granadeiro 96.º com 215, André Ribeiro 136.º com 332, João Pontes 137.º com 336 e Gonçalo Castro Nunes é o 139.º e último com 342 pontos.

Também ontem, Carolina João garantiu um lugar para Tóquio2020 na classe Laser Radial, com a amadorense, de 24 anos, a assegurar um dos dois lugares em disputa por oito seleções.

A vela já assegurou um quinteto para Tóquio2020, depois do 49er, em quota garantida por Jorge Lima e José Costa no campeonato do mundo classes olímpicas em Aarhus, Dinamarca, e do 470, conseguido por Diogo Costa e Pedro Costa no Campeonato do mundo 470, em Vilamoura.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.