“Não foi por não termos vencido o campeonato que esse deixa de ser o principal objetivo. Mesmo depois desse falhanço, assumimos o objetivo. Todos temos noção de que é esse o principal objetivo, a maior alegria que podemos dar aos adeptos”, reconheceu José Jardim.

Ainda assim, o treinador do Benfica assumiu que, neste momento, o mais importante para o seu plantel é a Supertaça, que vai opor a sua equipa ao campeão nacional, a Fonte do Bastardo, a 22 de outubro, em Viseu.

“A nossa filosofia de trabalho é de que a competição mais importante é a próxima. Foi essa mentalidade que nos levou a vencer cinco vezes consecutivas a Supertaça. Isso não pode significar que essas conquistas sirvam de almofada para o principal objetivo: recuperar o campeonato nacional. Este grupo, que ganhou tudo há dois anos, sabe o que é o sucesso total e parcial. Só ganhar alguma coisa não chega. É preciso que haja ambição para conquistar todas as provas”, defendeu.

Recordando que o Benfica tem estado presente em todas as finais e tem ganhado grande parte delas nos últimos anos, Jardim reforçou que a sua equipa, esta temporada mais coesa graças à incorporação de cinco reforços, quer conquistar todos os títulos.

“O que não significa que não há outras equipas com ambição: a Fonte do Bastardo, o Sporting de Espinho, que me parece mais equilibrado, e desconheço como está o Castêlo da Maia. O Benfica sempre soube respeitar o voleibol e os adversários”, frisou.

Já o capitão Hugo Gaspar confessou que ele e os seus colegas têm o orgulho “um pouco ferido” depois de ver escapar o título de campeão nacional.

“[Em 2015/2016] fomos dominando a época e não acabámos da melhor maneira. Queremos recuperar o campeonato”, completou, garantindo que o grupo está confiante e entusiasmado.

Sentado entre José Jardim e Hugo Gaspar, o vice-presidente para as modalidades do Benfica sublinhou que o voleibol ‘encarnado’ só pode esperar uma coisa da época 2016/2017: ganhar.

“Nesta casa, não ganhar é ser o primeiro dos últimos. Este grupo, pela qualidade que tem, vai fazer de tudo para alcançar os seus objetivos, que é vencer o campeonato, fazer uma boa campanha europeia”, enumerou Domingos Almeida Lima.

O vice-presidente do clube da Luz espera que o plantel, que hoje se apresentou na totalidade na sala de conferências do Estádio da Luz, devolva ao voleibol do Benfica a liderança que tinha conquistado nas três épocas anteriores e que no ano passado perdeu.

“O primeiro passo a dar é recuperar essa liderança e ganhar o campeonato nacional. Nesta casa, é para ganhar qualquer prova, respeitando os adversários. A expectativa que a massa associativa tem em relação a este grupo é muito grande. Creio que tanto o professor Jardim, como o Hugo Gaspar como capitão e os seus colegas estão cientes destes objetivos e tudo farão para os conquistar”, concluiu.

Plantel do Benfica para 2016/17:

- Atacantes: André Lopes, João Oliveira, Raphael ‘Rapha’ Oliveira (ex-Bolívar/Arg) e Roberto Reis.

- Centrais: Marc Honoré (ex-Friedrichshafen/Ale), Mart Van Werkhoven e Zélão.

- Distribuidores: Tiago Violas (ex-Fonte do Bastardo) e Vinhedo (ex-Sesi/Ita).

- Líberos: João Magalhães (ex-Clube Nacional de Ginástica) e Ivo Casas.

- Opostos: Ché e Hugo Gaspar.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.