O oposto Hugo Gaspar disse  que a seleção portuguesa de voleibol quer “carimbar o apuramento” ante a Bielorrússia, primeiro de três adversários pela qualificação para o Euro2021, de sexta-feira a domingo em Matosinhos.

Depois de três vitórias em outros tantos jogos na Hungria, ante a anfitriã, bielorrussos e a Noruega, Gaspar quer vencer o adversário “mais complicado e preponderante” para conseguir o apuramento.

“A Bielorrússia é muito forte e nem eles esperavam as dificuldades que encontraram contra nós. Desta vez vai ser mais difícil, pois estarão mais preparados. Mas nós queremos muito este apuramento e daremos tudo para o conseguir o mais rápido possível”, referiu o jogador, campeão nacional pelo Benfica.

Alinhado com esta ideia está João Fidalgo, líbero do Sporting, que fez um balanço “naturalmente positivo” do primeiro torneio, em solo húngaro, mas que realçou que a seleção ainda está “a meio do caminho” na ‘pool’ G do apuramento.

“Temos todos a noção disso; não há aqui euforias nem demasiado otimismo. Os resultados que conseguimos alcançar no primeiro torneio deixam-nos numa posição mais favorável para o apuramento, mas ainda nada está garantido e agora temos os jogos em casa para confirmar a qualificação”, lembrou o atleta, citado pela Federação Portuguesa de Voleibol.

Depois de três vitórias em outros tantos jogos na Hungria, as partidas em Matosinhos assumem caráter decisivo para um apuramento que é conseguido pelos vencedores dos grupos e os cinco melhores segundos.

Depois do jogo com a Bielorrússia pelas 19:00 de sexta-feira, segue-se a Noruega, pelas 18:00 de sábado, e a Hungria, à mesma hora mas no domingo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.