Miguel Maia confirmou aos 49 anos que está de saída do Sporting, regressando assim ao Ac. Espinho.

O jogador deu a conhecer esta intenção nas redes sociais

"Cheguei muito novo a Alvalade, com 20 anos.
Fui na aventura de poder vestir a camisola de um clube grande, e logo aquele que desde pequenino comecei a chamar de ‘meu clube’.
Não foi fácil. Tudo me era estranho. Cidade grande, clube grande, muitos sócios e adeptos, muitas modalidades, muitos craques. Foi uma mudança que me obrigou a sair da minha zona de conforto, de perto da minha família e dos meus amigos.
Algo me dizia que era o momento de arriscar e aproveitar a oportunidade que me foi dada pelo Sporting CP, na pessoa do seu então presidente, Sr. Sousa Cintra, e de integrar uma das melhores equipas de sempre do voleibol português.
Fui com a humildade de quem queria aprender a treinar, a fazer parte de uma equipa forte, a ser profissional e a incutir em mim a responsabilidade que se ganha quando vive longe de casa e dos que mais amamos.

Sei do meu contributo e empenho para que o voleibol regressasse ao clube 23 anos depois e, por isso, tenho que agradecer à direção liderada pelo ex-presidente Bruno de Carvalho que confiou em mim e no projecto do regresso do voleibol ao clube.
Tinha feito um acordo com a direção liderada por ele para que, após terminar a carreira de atleta, ficasse a liderar o projecto do voleibol.

No entanto, e porque me sinto ainda com capacidades de continuar a dar o meu contributo como atleta, decidi que ainda não é o momento de colocar ponto final à minha carreira de atleta. Irei continuar a jogar, mas já não será no meu Sporting.
Estou profundamente grato por tudo o que o Sporting me deu.

Espero não ter defraudado ninguém e, se o fiz, peço desculpa.

Estou triste a escrever esta mensagem porque vou deixar de estar num sítio que amo. Mas a vida é mesmo assim e temos que estar preparados. Os últimos dias têm sido de noites em claro, pelo vazio muito grande que começo a sentir por não poder estar mais no palco de sonho que sempre idealizei e me habituei a estar dia após dia.
Tenho a certeza que um dia vou regressar e estarei sempre disponível para ajudar o clube para o que for preciso", poder ler-se na sua conta nas redes sociais.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.