O antigo piloto de Fórmula 1 Michael Schumacher foi imortalizado em Sarajevo com um mural na capital da Bósnia-Herzegovina, em forma de reconhecimento pelas suas atividades humanitárias após a guerra (1992-1995) que assolou os Balcãs.

"Sempre acompanhei a sua carreira, as suas competições, mas quando soube de seu altruísmo, a forma como ajudava as crianças feridas em Sarajevo, [Schumacher] cresceu muito mais aos meus olhos”, contou Benjamin Cengic, um dos artistas responsáveis pelo mural e que nasceu em 1993, durante o conflito bélico.

Schumacher, que desde 2014 que é cidadão de honra de Sarajevo, visitou a cidade em 1996 e 1997 como embaixador da UNESCO para ajudar a recolher fundos para um hospital pediátrico para crianças feridas pela guerra, além de ter feito donativos para tratamentos a menores que ficaram inválidos.

A obra, de 10x13 metros, com o rosto do piloto e o seu Ferrari vermelho, foi pintada com materiais ecológicos e inaugurada na segunda-feira, dia em que o alemão cumpriu 53 anos.

Em dezembro, cidadãos de Sarajevo já tinham lançado uma petição para que fosse dada a uma rua da capital o nome do germânico, que está em coma desde dezembro de 2013, quando sofreu um acidente de esqui.

Michael Schumacher tem sete títulos de campeão do mundo de Fórmula 1, recorde que partilha com o britânico Lewis Hamilton, ainda em atividade.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.