Christian Horner, chefe de equipa da Red Bull, está a ser investigado internamente pela construtora austríaca devido a "comportamento inapropriado", segundo avança o jornal neerlandês 'De Telegraaf. Horner rejeitou qualquer veracidade destas acusações.

Segundo a mesma publicação, terá sido um funcionário da equipa de Fórmula 1 a fazer a denúncia contra o chefe de equipa, cargo que o britânico ocupa desde a entrada da Red Bull na competição rainha de automobilismo, em 2005. O diretor-geral, Oliver Mintzlaff, está ciente da abertura do processo e garante que está a "levar muito a sério" a situação.

"Depois de a empresa ter sido informada das recentes alegações, foi iniciada uma investigação independente. Este processo, já está em curso e está a ser levado a cabo por um advogado especializado. A empresa leva estas questões muito a sério e a investigação será concluída o mais rapidamente possível. Não seria apropriado fazer mais comentários nesta altura", expressou um porta-voz da Red Bull.

Desde que é líder da equipa de Fórmula 1, Christian Horner já conquistou seis Mundiais de Construtores (2010, 2011, 2012, 2013, 2022 e 2023) e ajudou dois pilotos a vencer o Campeonato do Mundo de Pilotos. Sebastian Vettel ganhou em 2010, 2011, 2012 e 2013, sendo que Max Verstappen triunfou em 2021, 2022 e 2023.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.