A Andretti Cadillac ficou hoje mais próxima de se tornar a 11.ª equipa do pelotão de Fórmula 1 ao ver a sua candidatura aprovada pela Federação Internacional do Automóvel (FIA) na segunda das três fases do processo.

Em comunicado, a FIA anunciou ter aprovado a candidatura da equipa norte-americana, a única das quatro equipas que superaram a primeira fase, da manifestação de interesse.

“A Andretti Formula Racing LLC foi a única entidade que atendeu aos critérios de seleção estabelecidos em todos os aspetos materiais. Felicito Michael Andretti e sua equipa por terem concluído o processo. Quero também agradecer a todas as futuras equipas pelo seu interesse e participação”, disse o presidente da FIA, Mohammed Ben Sulayem.

A segunda fase do processo de entrada na Fórmula 1 implicava que os interessados comprovassem a capacidade financeira, técnica e desportiva, assim como explicar os seus planos de sustentabilidade e impacto social positivo.

Quatro equipas passaram para a segunda fase do processo, a Rodin Carlin, a Hitech e a asiática LKYSUNZ, para além da norte-americana Andretti Cadillac.

Hoje, a FIA anunciou que só a equipa do antigo piloto Mário Andretti passaria à terceira e última fase, a de negociação com a FOM, a entidade que detém os direitos comerciais da Fórmula 1.

Esta é a última fronteira que separa a Andretti do pelotão a partir de 2025, chegar a um acordo comercial com a FOM para poder alinhar ao lado de Ferrari, Mercedes ou Red Bull.

O processo iniciou-se em fevereiro deste ano, com o anúncio por parte da FIA da abertura de um procedimento de candidaturas aos interessados em inscrever uma nova equipa no Mundial de Fórmula 1, a juntar às 10 existentes.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.