Os grandes prémios do Azerbaijão, Áustria, Bélgica, Estados Unidos, Qatar e Brasil foram os seis escolhidos para as corridas 'sprint' do Mundial de Fórmula 1 de 2023, revelou hoje a organização.

O número de provas 'sprint' - uma corrida que estabelece a grelha de partida para o grande prémio e atribui pontos aos oito primeiros - vai assim duplicar em 2023, depois das três realizadas esta temporada.

O formato vai manter-se inalterado, com a qualificação a decorrer na sexta-feira, disputando-se a corrida 'sprint', com cerca de 100 quilómetros, no sábado, a qual, além dos pontos, definirá a grelha de partida para domingo.

A F1, entidade organizadora do campeonato, diz ter selecionado os circuitos "mais adaptados ao formato F1 Sprint, tendo em atenção as possibilidades de ultrapassagem e secções a grande velocidade", no sentido de "garantir aos fãs ação competitiva ao longo do fim de semana".

Apesar das críticas de alguns pilotos a este sistema, bem como de alguns adeptos mais tradicionalistas, a F1 assegura que o formato, que se estreou em 2021, permite "atrair mais fãs e aumentar as audiências".

As seis corridas 'sprint' para 2023 (num calendário com 23 ou 24 grandes prémios):

- Grande Prémio do Azerbaijão (30 abril)

- Grande Prémio da Áustria (02 julho)

- Grande Prémio da Bélgica (30 julho)

- Grande Prémio do Qatar (08 outubro)

- Grande Prémio dos Estados Unidos (22 outubro)

- Grande Prémio do Brasil (05 novembro)

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.