Lewis Hamilton negou, esta quinta-feira, que tenha sondado a Red Bull sobre um lugar na equipa austríaca. A revelação tinha sido feita por Christian Horner mas, o piloto da Mercedes garante que nunca contactou o diretor da equipa de Milton Keynes.

"É completamente falso. Não falo com o Christian há muito tempo, e tanto quanto sei, ninguém da minha equipa falou com eles [Red Bull]. No entanto, ele sim contactou-me no início do ano, no meu telemóvel antigo, e eu só vi muito tempo depois. Respondi 'desculpa, já não uso este telemóvel', mas dei-lhe os parabéns pelo trabalho fantástico que ele tem feito e disse que esperava poder competir com a Red Bull em breve. Foi só, não entendo o que é que ele está a falar", comentou Hamilton em declarações dadas aos jornalistas em Abu Dhabi, local onde se realiza o último Grande Prémio da época.

Christian Horner, em entrevista ao 'Daily Mail', referiu que o piloto britânico tinha entrado em contacto "no início do ano" para "saber se havia algum interesse" da Red Bull em contratá-lo como colega de equipa de Max Verstappen.

Lewis Hamilton acabou mesmo por renovar contrato com a Mercedes até 2025.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.