Após o Grande Prémio da Hungria em Fórmula 1, Charles Leclerc deixou duras críticas à estratégia de corrida implementada pela Ferrari para a sua prova. O piloto da equipa italiana não percebeu a paragem nas boxes à passagem da 40ª volta para colocar pneus duros.

"Precisamos de falar com a equipa e perceber a lógica por detrás dos pneus duros. Senti que estava muito bem com os médios e tinha tudo controlado. Por alguma razão, que não percebi, mudámos para duros...", disse o piloto à Sky Sports após o final da corrida.

O monegasco, que liderava a corrida aquando da sua ida às 'boxes' enfatizou que tinha comunicado à equipa que estava confortável com o jogo de pneus médios e que, desde que trocou para os duros, ficou completamente desorientado.

"Disse no rádio que estava muito confortável com os médios e que queria seguir com eles até ser possível. Não sei porque tomaram uma decisão diferente. As últimas voltas da corrida foram um desastre para mim, especialmente quando meti os duros. Foi aí que perdi a corrida. 20 segundos nas boxes, mais seis segundos [perdidos] nas poucas voltas que fiz com os duros... fiquei completamente perdido. Foi aí que perdemos. Vamos falar sobre tudo isto com a equipa e melhorar", acrescentou Leclerc

O piloto da Ferrari caiu de primeiro para sexto na classificação depois da troca de pneus, tendo sido o único dos pilotos que pontuaram a fazer três 'pit-stops'.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.