Miguel Oliveira despediu-se do Mundial de MotoGP num 14.º lugar, alcançado o GP de Valencia.  O piloto português da  KTM partiu da 20.ª posição da grelha do Grande Prémio da Comunidade Valenciana, 18.ª e última prova do Campeonato do Mundo de velocidade em motociclismo.

A vitória sorriu ao italiano Peco Bagnaia, num pódio dominado pela Ducati. O espanhol Jorge Martin foi segundo, à frente do australiano Jack Miller.

Oliveira terminou 18.ª e última prova do Mundial de motociclismo de velocidade a 18,221 segundos de Bagnaia, que somou o quarto triunfo da temporada, enquanto o espanhol Jorge Martin (Ducati) foi segundo, a 0,489 segundos, e o australiano Jack Miller (Ducati) terceiro, a 0,823 segundos.

A corrida marcou a despedida de Valentino 'Il Doctore' Rossi das pistas. O piloto italiano da Yamaha fez a sua última corrida em Valência, tendo terminado no 10.º posto.

Assim que terminou a prova, os pilotos reuniram-se numa homenagem a Valentino Rossi. As bancadas de Valência pintaram-se de amarelo fluorescente, nesta homenagem ao italiano.

Aos 42 anos, Rossi, nove vezes campeão do mundo, sete da categoria ‘rainha’, encerrou a carreira com um dos melhores resultados da época.

Miguel Oliveira terminou a sua terceira temporada em MotoGP no 14.º lugar, com 94 pontos, depois de ter sido nono em 2020 e 17.º na estreia.

O francês Fabio Quartararo já se tinha sagrado campeão do Mundo de MotoGP.

*Notícia atualizada

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.