O piloto português Miguel Oliveira (KTM) considera ter dado “um passo em frente” nas afinações da sua RC16 este sábado, para o GP da Alemanha de MotoGP, para o qual vai partir do 14.º lugar.

O piloto luso, apesar de ter ficado pela primeira fase da qualificação, a Q1, foi o sexto mais rápido na quarta sessão de treinos livres, o que indica ter um bom ritmo de corrida.

“No geral, foram boas sessões [de treinos]. Senti que tinha um ritmo decente em todos os treinos livres e mesmo as voltas rápidas foram boas”, frisou o piloto natural de Almada, em declarações divulgadas pela KTM.

Miguel Oliveira explicou ter falhado a passagem à segunda fase da qualificação, a Q2, por ter apanhado muitos pilotos em pista.

“Fiz uma boa primeira volta, mas, na segunda tentativa, apanhei muito tráfego em pista”, frisou o piloto português.

Ainda assim, Miguel Oliveira acredita poder “ter uma boa corrida” no domingo e somar “mais pontos” do que aqueles que fez nas últimas corridas.

“Melhorámos os nossos tempos por volta comparados com os que fizemos no ano passado [em que foi segundo classificado na corrida], o ritmo não é mau e as condições são um pouco piores. É um passo em frente”, concluiu Miguel Oliveira.

O GP da Alemanha de MotoGP é a 10.ª prova da temporada.

O francês Fábio Quartararo (Yamaha) chega como líder do campeonato, com 147 pontos, enquanto Miguel Oliveira é 11.º, com 57.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.