O português Miguel Oliveira (KTM) terminou hoje com o 14.º lugar o segundo de dois dias de testes de MotoGP do Campeonato do Mundo de velocidade em motociclismo, que decorreram em Jerez de la Frontera.

Miguel Oliveira fez o seu melhor tempo em 1.38,085 minutos, registado na sexta das 34 voltas efetuadas ao traçado andaluz (tinha feito 1.38,312 minutos na véspera), ficando a 1,213 segundos do mais rápido, que foi o italiano Francesco Bagnaia (Ducati), o único a rodar no segundo 36 (1.36,872 minutos, tirando meio segundo ao melhor tempo registado na quinta-feira).

O campeão mundial, o francês Fabio Quartararo (Yamaha), foi o segundo mais rápido de hoje, a 0,452 segundos de Bagnaia, com o espanhol Alex Rins (Suzuki) em terceiro, a 0,551 segundos.

“Foram dois dias de testes com condições difíceis. Tivemos sempre a pista com muito vento. Por isso, os avanços que tivemos na mota em algumas peças não se traduziram em tempos por volta, mas, pelo menos, em sensação e em dados, notámos algumas melhorias. A fábrica tem, agora, muito trabalho pela frente para nos dar uma mota melhor”, começou por referir Miguel Oliveira, em declarações divulgadas pela sua assessoria de imprensa.

O piloto luso garante ter “bem claro” aquilo que a equipa “precisa de melhorar para a próxima época”, pelo que “este mês de dezembro será importante” para a fábrica avançar com as melhorias necessárias ao projeto.

“Estamos de olhos postos no futuro para que em fevereiro comecemos a trabalhar já com uma mota mais competitiva”, concluiu.

Os testes regressam no mês de fevereiro.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.