Os pilotos do Campeonato do Mundo de velocidade em motociclismo, incluindo o português Miguel Oliveira (KTM), manifestaram hoje apoio à Ucrânia, através de uma mensagem exibida na grelha de partida da primeira corrida da temporada, em Losail, no Qatar.

A fotografia, com a mensagem “unidos pela paz”, tirada no circuito de Losail, que acolhe a corrida no domingo, foi partilhada nas redes sociais pelo francês Fábio Quatararo (Yamaha), campeão em título, e o espanhol Aleix Espargaró (Aprilia), assim como pelo MotoGP.

Tal como muitos outros atletas e organizações desportivas, os responsáveis pelo MotoGP e os pilotos enviaram uma mensagem de paz, face à invasão da Ucrânia pela Rússia, iniciada em 24 de fevereiro.

Por sua vez, em conferência de imprensa, o espanhol Marc Márquez, seis vezes campeão de MotoGP, deixou claro que “todos os envolvidos no Campeonato do Mundo de velocidade em motociclismo opõem-se à guerra”.

"Tudo o que podemos fazer a partir daqui é tentar apoiar todas as pessoas, famílias e crianças que sofrem por causa desta guerra, mas isso não é suficiente. Há pessoas muito mais importantes do que nós que têm que parar com isso", apelou.

A Rússia lançou na madrugada de 24 de fevereiro uma ofensiva militar com três frentes na Ucrânia, com forças terrestres e bombardeamentos em várias cidades. As autoridades de Kiev contabilizaram, até ao momento, mais de 2.000 civis mortos, incluindo crianças, e, segundo a ONU, os ataques já provocaram mais de um milhão de refugiados na Polónia, Hungria, Moldova e Roménia, entre outros países.

O Presidente russo, Vladimir Putin, justificou a “operação militar especial” na Ucrânia com a necessidade de desmilitarizar o país vizinho, afirmando ser a única maneira de a Rússia se defender e garantindo que a ofensiva durará o tempo necessário.

O ataque foi condenado pela generalidade da comunidade internacional, e a União Europeia e os Estados Unidos, entre outros, responderam com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas para isolar ainda mais Moscovo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.