As regras vão mudar, no que diz respeito ao regulamento técnico da Fórmula 1, mas o holandês Max Verstappen (Red Bull) não está nada contente.

A Federação Internacional do Automóvel (FIA) quer reduzir o 'porpoising', que afetou Daniel Ricciardo (McLaren) e Lewis Hamilton (Mercedes) no GP do Azerbaijão, que se queixaram de dores que a oscilação de aerodinâmica provocou aos pilotos.

Ora quem não concorda com a alteração das regras é Max Verstappen. "Não é que nos afete mais ou menos do que às outras equipas. Acho que as normas não deviam mudar só porque, de repente, alguém se queixou muito. Se não consegues desenhar um carro de acordo com as regras, a culpa é tua, não é das regras. Para mim, é vergonhoso", referiu o holandês em declarações ao portal 'Racer'.

Christian Horner, chefe de equipa da Red Bull, também acusou a Mercedes de empolar o problema, com o holandês a ser mais um voz crítica, sem no entanto referir-se à equipa do grande rival.

"Há equipas que fizeram um trabalho impressionante para não ter este tipo de questões. Se levantas o carro, deixas de ter problemas, mas perdes rendimento. Mas não consegues desenhar um carro que se adapte a isso, então a culpa é tua. Claro que cada circuito é diferente, mas acho que é uma pena mudar a meio da temporada. Claramente, outras equipas mostraram que é possível correr com normalidade", continuou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.