A Liga dos Campeões voltou ontem e voltou com sortes bem diferentes para as equipas portuguesas. Vamos dissecar os jogos de ontem e passar o bisturi da estupidez nas exibições do F. C. do Porto e do Sporting.

Começo com um spin-off e falar do jogo do F. C. do Porto.
O F. C. do Porto precisava mais dos 3 pontos do que a Maria Leal de um corta unhas. Num jogo equilibrado voltou a contar com o santo do costume, São Diogo, o santo que protege os defesas, o santo de quem David Carmo é o maior devoto.
Na segunda parte Sérgio Conceição conseguiu o que poucos portugueses conseguem, ir ao banco e sacar 3 milhões de euros. Apostou e Zaidu e este marcou um golo de cabeça. Sim, leram bem, Zaidu marcou de cabeça na Liga dos Campeões. É um fenómeno tão raro que os cientistas desportivos encontram poucas explicações para tal acontecimento, a não ser um microclima especifico no Dragão ou um alinhamento cósmico interplanetário.
Aproveito o jogo do F. C. Porto para promover uma nova empresa a Taremi Assistência técnica. Sempre que necessitar de assistência, seja para o que for pode ligar para o iraniano do F. C. do Porto, terá direito a uma assistência de qualidade superior. Ontem fez duas e os 45 mil clientes que estavam  no estádio agradeceram.
O F. C. Porto sai do Dragão com 3 pontos e uma aspirina de confiança para os restantes jogos da Champions.

Ao início da tarde tinha jogado o Sporting.
Já haviam avisado que Marselha era uma cidade perigosa mas ninguém contava que roubassem os 3 pontos assim ao Sporting.

O jogo nem começou mal para o Sporting, alguns jogadores do Marselha ainda se estavam a benzer e a fazer as orações de início de jogo e já Trincão marcava um golaço e colocava o Sporting na frente do marcador.

Tinha tudo para correr bem? Tinha. Correu tudo mal? Correu.

O que se seguiu a seguir ficará para sempre na memória desportiva de qualquer amante de futebol. Adan não deve ter feito bem as rezas e preces iniciais e achando que já era Natal decidiu oferecer três prendas aos seus amigos marselheses.

Quando vi o primeiro golo fiquei na dúvida se estava a ver um jogo da Liga dos Campeões ou o solteiros contra casados do União Desportiva e Cultural de Argivai.

No segundo golo fiquei na dúvida se Adan é daltónico e confundiu as camisolas ou simplesmente estava a pensar num dos grandes dilemas da sociedade atual que é saber se primeiro se metem os cereais ou o leite. Aposto que entre vós não é unânime e desafio-vos nos comentários a deitarem a vossa opinião sobre o tema.

No lance da expulsão fiquei a pensar que Adan deve ter apostado e bem no Marselha, ou isso ou é um gajo do caraças e fez aquilo para salvar o Esgaio e aí todos devíamos ter um amigo como o espanhol, rico e parvo.
Seja como for, o coveiro da vossa freguesia que se ponha a pau que o emprego dele está em risco, ninguém enterra à velocidade do Adan. O Adan faz três funerais em 10 minutos!

O Adan é aquele tipo que chega ao casamento do melhor amigo todo bêbado, espeta um beijo na boca à mãe do amigo, apalpa a noiva e vomita em cima do bolo.

Em 10 minutos os Sportinguistas haviam passado da euforia à depressão.
Israel entrou sem aquecer, levou logo um frango só para dar continuidade ao legado deixado por Adan mas depois até se recompôs.

Jogar a Liga dos Campeões com menos um desde os 20 e com o Esgaio o jogo todo é pedir para ser goleado e foi o que aconteceu.

O Sporting sai de Marselha com 4 belos galos franceses e com a sensação de que ainda poderia ter sido pior...

A diferença nos jogos de ontem das equipas portuguesas esteve sem dúvida em quem defende as redes, uns dão pontos outros dão frangos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.