A Liga dos Campeões iniciou esta semana para gáudio de todos os amantes de futebol espalhados pelo universo fora. Quero acreditar que noutras galáxias estarão seres verdinhos ou azuis, com 4 olhos e 5 braços a delirar com o que a rapaziada faz em campo. Para terem uma noção do que esta competição representa para quem ama futebol, ela está para nós como o 13 de Maio está para os Católicos ou o "The Voice Kids" para o Carlos Cruz.
Dos 3 jogos que envolveram equipas Portuguesas decidi escolher o Frankfurt - Sporting pois seria aquele quem a meu ver em princípio iria dar mais motivos de gozo, enganei-me redondamente.Olhando para o Histórico do Sporting na Alemanha, tudo o que fosse sair de lá sem ser de saco cheio era bom. A Alemanha estava para o Sporting como o Festival da Canção estava para Portugal antes do Salvador Sobral, um terreno inóspito, carregado de dor e frustração. Eram 14 jogos, 1 empate e 13 derrotas, era o assumir de que o futebol são 11 contra 11 e no fim o Sporting estoura-se sempre mas não... Rúben Sobral Amorim tal como Arya Stark no Game of Thrones pôs um fim ao Inverno gelado de resultados.

Analisando o jogo assim com olhos de quem não percebe nada de bola podemos com certezas de nada afirmar por A+B que o jogo teve duas partes distintas e com duas táticas diferentes: A Tática do Colinho e a Tática da Serpente!

Na tática do Colinho, o Sporting tal como a arbitragem portuguesa para com os 3 Grandes foi dando Colo e oportunidades ao adversário de marcar. O Sporting lembrava aqueles programas de madrugada, em que a cada 50 chamadas sai um prémio, neste caso, a cada 3 saídas a jogar o Sporting oferecia uma ao Frankfurt. No final da primeira parte, Ruben Stark Amorim agradeceu ao Santo do "Pôr do Sol", Nosso Senhor do Coisinho e mudou a tática do Colinho para a Tática da Serpente.

Nesta nova tática a frente de ataque do Sporting serpenteia pelos adversários tentando no fim feri-los com mordidas mais venenosas que as bocas da Cinha Jardim nas análises aos reality shows.
A tática da Serpente resultou e bem, o Sporting castigou o adversário como o sol castiga um "frito" a sair de um After Hours e marcou 3 golos sem resposta. Deu para tudo, até para Trincão se estrear a marcar pelo Sporting, o que para um jogador que não remata à baliza não é fácil.

O Sporting matava o borrego na Alemanha e fazia 3 belas Salsichas tipo Frankfurt no valor de 2 Milhões de Euros com ele. Um abraço à malta do PAN, não pretendo de todo ferir suscetibilidades.

Uma palavra para St. Juste.
É feio, numa altura em que Portugal está com montes de problemas no Sistema Nacional de Saúde, vir para cá entupir o mesmo. Não quero saber se tem o sonho de ver o Natal dos Hospitais ao vivo e dar um abraço ao Jorge Gabriel enquanto espreita o decote à Sónia Araújo, não é correto!

Quanto às restantes equipas portuguesas na prova, o Benfica venceu sem surpresa o  Maccabi Haifa, grande festa na Luz e uma ainda maior na Faixa de Gaza.

O Porto foi a Madrid perder por 2 a 1 com o golo da vitória do Atlético a surgir aos 101 minutos, nem sabia que havia prolongamento com golo de ouro na fase de grupos mas aparentemente sim. Taremi foi expulso por simulação, quem diria, um jogador tão honesto e um exemplo vivo dos valores do Fair Play a ser expulso por simulação, este mundo está perdido, o mundo e o prémio do jogo.

Para a semana há mais, custe o que custar, doa a quem doer, chupa a quem chupar.

Sim, estou a ressacar "Pôr do Sol".

#memesdabola

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.