Que noite épica a de ontem no Catar. A Seleção Portuguesa demoliu a Seleção Suíça por uns incríveis 6 a 1. Não sei se à meia dúzia fica mais barato, duvido, até porque quantos mais golos marcarem mais prémios de jogo ganham, mas ontem a Seleção Portuguesa mostrou ao mundo que pode sonhar, desde que o engenheiro Fernando Santos faça a sua parte e seja engenheiro e não cientista.

Todos nós estamos a imaginar os nossos emigrantes na Suíça no dia de hoje. Eles a entrarem no trabalho, inchados que nem pombos na época do cio. A cantarolar, a assobiar para o alto para os presentes notarem a sua presença, aquele sorriso maroto de quem teve sorte na cama na noite anterior. Uns vão estar a assentar tijolo e a olhar para o engenheiro da obra por cima do ombro, outros a servir à mesa e a olhar para os suíços com desdém e a pensar: "Bom apetite, comam que eu ainda estou cheio de ontem." As senhoras das limpezas a dizerem aos moradores: "Hoje eu limpo-vos as escadas mas ontem Portugal já vos limpou do Mundial."
Hoje é um belo de um dia para se ser emigrante português na Suíça. Podem gozar com quem lhes paga e connosco que não ganhamos um quarto do que eles ganham.

Quanto ao jogo, foi um festival de golos e de bom futebol. Os suíços são conhecidos pelos seus bancos mas o banco português de ontem era bem mais apetecível, estava lá o capitão Cristiano Ronaldo. Ninguém estava à espera, nem ele, parecia um peixe fora de água ou um macaco numa árvore sem Ramos.

Sem Ramos porque o Gonçalo estava no relvado a partir a louça toda, aquilo numa loja da Vista Alegre tinha sido um prejuízo astronómico. Marcar um 'hattrick' nuns oitavos de final de  Mundial aos 21 anos não é para todos. Ontem não foi Domingo de Ramos mas foi Terça-feira Santa de Ramos, dia sagrado para Portugal e as suas comunidades.
Pelo meio ainda marcaram Pepe, Raphael Guerreiro (é verdade, deu para tudo) e Rafael Leão.

O momento do jogo a meu ver é o primeiro golo. Além de desbloquear a partida, é um petardo de todo o tamanho do Gonçalo. Lembrou um pouco os desenhos animados  do 'Tsubasa' em que a bola ficava quase em disco tal a velocidade da mesma. Aquela bola calha de acertar em Sommer e tinha-o mandado desta para melhor.  A sorte foi que parou nas redes, é que se vai embater num dos 974 contentores do estádio,  este ainda desmoronava.

Quanto ao Cristiano Ronaldo, abandonou o relvado antes dos seus companheiros, não porque tenha mau feitio ou ande aziado mas porque foi direto para o ginásio treinar para que possa regressar à titularidade. É que ao estar desempregado e sem jogar, corre o risco de só lhe quererem pagar uns 100 milhões ao ano e assim não dá para pagar as contas da casa. Há que fazer pela vida ou um dia ainda tem de emigrar para a Suíça em busca de uma vida melhor.

Venham os quartos, venha Marrocos, há uma Península Ibérica para vingar e um sonho para alimentar.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.