A equipa italiana AC Milan revelou a sua entrada no mundo dos eSports através de uma parceria com a QLASH, uma organização com uma vasta experiência competitiva e com uma cobertura de 17 jogos e mais de 100 jogadores profissionais. A parceria resulta no nome AC Milan QLASH, com todas as iniciativas e modalidades a serem geridas pela especialista.

A milanesa não pretende ficar apenas associada ao habitual FIFA, o jogo mais jogado pelos clubes com ligações aos eSports, mas também outros títulos. Para já, foram revelados planos para Brawl Stars, o mais recente jogo da Supercell.

A AC Milan QLASH é composta pelos jogadores Diego “Crazy” Campagnani e Fabio “Denuzzo” Denuzzo para FIFA 21. Diego acabou a temporada de FIFA 20 em primeiro lugar do ranking mundial para a PlayStation. Já Fabio, que é bastante conhecido em Itália, compete na Xbox.

Em Brawl Stars, a equipa é composta por Guillem “GuilleVGX” Vidal, Ivan “iMuniiz” Muñiz e Rubén “iKaoss” Del Alamo. No comunicado é referido que a equipa do jogo para smartphones já vai participar nas finais mundiais de Brawl Stars, a decorrer entre os dias 21 e 22 de novembro, já com a camisola milanesa vestida.

O responsável do AC Milan, Casper Stylsvig, refere que o acordo é um passo importante para a modernização do clube e no caminho da inovação. Já Luca PAgano, o cofundador e CEO da QLASH, destaca a coragem que estas empresas tradicionais têm em se ajustar e abraçar a inovação. “Os eSports podem representar uma grande oportunidade de crescimento”.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.