Em 2012, Counter-Strike: Global Offensive substituiu CS Source, mantendo-se ao longo de 11 anos como o principal FPS competitivo dos eSports. Em 2023 chegou Counter-Strike 2, uma revolução gráfica à série, mas mantendo-se fiel a nível geral da jogabilidade e os seus mapas intactos, mas bem mais bonitos e interativos.

Desde o verão de 2023 que os jogadores começaram a migrar para o novo jogo, uma vez que a respetiva atualização é gratuita e rapidamente as competições oficiais de eSports em torno de Counter-Strike assumiram a mais recente versão. Depois deste período de adaptação, é a vez da Valve encerrar o suporte de CS: GO para se focar inteiramente na nova versão.

Veja na galeria imagens de counter-strike 2:

Até aqui, era possível selecionar uma opção para que os jogadores ainda continuassem a visitar CS: GO, mas vai deixar de existir. A equipa de produção necessita continuar a afinar Counter-Strike 2, corrigir e equilibrar o jogo para dar conta dos bugs listados pelos jogadores. E o encerramento do jogo anterior é menos uma “dor de cabeça” nas contas do estúdio.

Assim, deixará de ser possível jogar CS: GO online, uma vez que os servidores vão ficar indisponíveis. Se ainda quiser manter-se em CS: GO vai ter de defrontar bots, inimigos controlados pela IA.

Como é explicado na página de suporte do jogo, a partir de 1 de janeiro de 2024 CS: GO continua disponível como uma versão congelada, conhecida agora como Legacy. Tem todas as funcionalidades, exceto a possibilidade de fazer emparelhamento de partidas oficialmente. O estúdio deixa também de se responsabilizar pela degradação do inventário desta versão.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.