Provavelmente não foi a final do Worlds 2020 que a Riot Games antecipava, que devido às fortes medidas de segurança devido à pandemia de COVID-19 limitaram a lotação de 6.000 pessoas, invés das quase 34 mil que o estádio Pudong Football Stadium, localizado em Xangai, suporta. Mas o espetáculo não deixou de se realizar, com toda o ambiente festivo, música e ainda revelações do estúdio para os próximos tempos.

A grande final do campeonato mundial de League of Legends, conhecido como Worlds 2020, colocou frente a frente a equipa chinesa Suning contra a coreana DAMWON Gaming. A equipa coreana sagrou-se a campeã da décima edição do campeonato, com uma vitória por 3-1, ainda que não tenha sido fácil, com algumas reviravoltas que poderia originar outro resultado.

Foi mesmo a equipa chinesa que conseguiu o único “pentakill” da final, mas não foi o suficiente para impedir que a DAMWON Gaming levantasse a Summoner’s Cup, quebrando assim os dois anos consecutivos de vitórias de equipas da China.

No calor dos festejos, os fãs que participaram no evento tiveram lugar a um concerto das K/DA, a banda virtual composta por personagens de League of Legends, tendo estreado a sua nova música MORE ao vivo. O ídolo virtual da Riot Games, Seraphine, esteve também presente para animar a festa musical.

A Riot Games não se poupou a luxos, e o troféu Summoner’s Cup da equipa vencedora foi transportado, mais uma vez, numa mala de viagem especialmente desenhada pela Louis Vuitton. A Trophy Travel Case é considerada a primeira de sempre concebida para um campeonato de eSports, tendo sido inspirada no mundo de fantasia de LoL. A marca francesa contribuiu ainda com skins exclusivas para as personagens do jogo, capsules e outros itens exclusivos, alusivas ao campeonato do mundo, desenhadas por Nicolas Ghesquière, o diretor artístico das Coleções de Mulher da Louis Vuitton.

Um dos pontos altos do evento foi a revelação de um dos projetos da Riot Forge, a divisão interna encarregue de gerir os spin-offs do universo League of Legends. Chama-se Ruined King: A League of Legends Story e será lançado no início de 2021 para PC e consolas. Trata-se da estreia do universo nas consolas, incluindo a PS4, Xbox One e Switch, seguindo-se mais tarde atualizações gratuitas para a PS5 e Xbox Series X|S.

“Estamos entusiasmados por explorar histórias e champions que os jogadores têm usado durante anos, e mal podemos esperar para que os nossos jogadores embarquem nesta nova aventura connosco.” disse Leanne Loombe, líder da Riot Forge na Riot Games.

Ruined King: A League of Legends Story foi desenvolvido pela Airship Syndicate (os criadores de Battle Chasers: Nightwar e Darksiders Genesis), um estúdio do luso-descendendo Joe Madureira. Esta aventura e RPG convida novos jogadores para o universo do LoL, assim como os que já conhecem as suas histórias, sendo convidadas a explorar e desvendar os seus mistérios.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.