Durante o último fim-de-semana decorreu as finais do campeonato do mundo de FIFA 19, em Londres, no pavilhão O2. O evento reuniu os 32 melhores jogadores mundiais e contou com a participação dos portugueses Gonçalo “RastaArtur” Pinto, atleta do SCP, e Diogo “tuga810” Pombo dos Offset Esports.

Os dois atletas portugueses realizaram uma boa prestação, tendo garantindo a qualificação nos grupos que deu acesso aos 16 avos de final, ou seja, oito atletas em cada plataforma. O jogador tuga810 chegou mesmo a vencer o grupo C, com 13 pontos, mais um que os restantes três jogadores que somaram 12. Já RastaArtur garantiu o terceiro lugar no grupo D, embora com os mesmos 13 pontos que os restantes dois jogadores, mas com um golo-alvarás inferior.

Ao serem eliminados nesta fase, os portugueses ficaram no Top 8 da sua plataforma, PlayStation 4 e levaram para casa um prémio de 5.000 dólares. Cada participante, ao ter garantido a presença nestas finais, levaria pelo menos 750 dólares.

A grande final colocou frente a frente o detentor do título de 2018, Mosaad ‘Msdossary’ Aldossary da Arábia Saudita e o alemão Mohamed ‘MoAuba’ Harkous, que se sagrou campeão da nova edição. Msdossary’ havia chegado à final com todas as vitórias, o único a somar 21 pontos na fase de grupos. Todos os vencedores dos restantes grupos não passaram os 13 pontos, o que indicaria todo o favoritismo ao campeão em título. MoAuba, que viria a vencer o campeonato, amealhou apenas 12 pontos no mesmo grupo do português tugas810.

Nas regras, a final seria jogada a duas mãos, uma em cada consola. A primeira mão, disputada na Xbox One, acabou com um empate de 1-1, mas no segundo encontro, desta vez na PlayStation 4, MoAuba venceu por 2-0, levantando a taça de campeão do mundo e um prémio monetário de 250 mil dólares. Valeu-lhe ainda um convite exclusivo para o evento The Best FIFA Football Awards, que este ano decorre em Milão, em setembro.

Segundo Sam Turkbas, responsável pelos eventos competitivos FIFA da Electronic Arts, houve uma duplicação de parceiros nesta temporada, em comparação com o ano anterior. Referiu ainda houve um aumento de 25% dos eventos ao vivo e mais de 680 milhões de minutos de visualização, o que corresponde a um aumento de 60% comparativos ao ano anterior.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.