League of Legends é considerado mais popular entre o público mais jovem por ser mais acessível (e ter personagens adoráveis), mas Dota 2 continua a ser líder no que diz respeito aos prémios monetários que oferece no seu torneio oficial The International. A Valve quer agora trabalhar o jogo para o tornar mais acessível a novos jogadores, até porque a série de animação Dota: Dragon’s Bloood chegou ao Netflix e a empresa liderada por Gabe Newell quer capitalizar a curiosidade de quem só agora tomou conhecimento deste universo.

Nesse sentido, Dota 2 e os seus quase 120 heróis vão dar as boas-vindas a novos jogadores através de um sistema de boas-vindas. Os novatos têm quatro níveis de objetivos, semelhantes aos RPG, com quests e recompensas para os completar.

Assim, enquanto aprendem algumas das suas mecânicas, começam logo a fazer coleção de itens. A loja está mais simplificada, é possível consultar um glossário com dicas, e claro, os bots foram melhorados para que se possa praticar antes de competir contra outros jogadores.

Mesmo dentro da partida é possível receber dicas, assim como uma explicação detalhada de cada herói. Há também um novo modo de jogo focado num pequeno conjunto de heróis, retirando as penalizações ligadas ao abandono das partidas, para que os jogadores se ambientem. E estas partidas apenas são partilhadas entre novos jogadores, retirando o risco de serem incomodados pelos mais experientes.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.