Com autogolo de Brazuca, marcado aos 65 minutos, o FC Bravos do Maquis apurou-se esta quinta-feira, no Luena, para às meias-finais da Taça de Angola em futebol, ao derrotar o 1º de Maio de Benguela.

O FC Bravo do Maquis não fez jus a vantagem trazida da primeira mão (0-1), muito por receber um 1º de Maio bem organizado e dominador durante a primeira etapa, proporcionando um espetáculo bom de se ver.

Meio tímido, o avançado Dabanda, do Bravos do Maquis, conseguiu efetuar o primeiro perigo do jogo, aos 22 minutos, com um remate forte fora da baliza. Em resposta, Caporal, do 1º de Maio, cabeceia na área do Maquis, mas o guarda-redes Dadão defendeu com dificuldades.

Na segunda parte, as duas equipas entraram a atacar, feliz foi o FC Bravos do Maquis que, numa das jogadas na área do adversário, Dabanda cruza para seus colegas, mas o defesa Brazuca ao tentar afastar, marcou na sua própria baliza, fazendo o 1-0.

Mesmo assim, os benguelenses não baixaram a cabeça, aumentaram o seu ritmo de jogo, principalmente com a entrada de Oliveira, Idu e Jamba, para os lugares de Márcio, Pedy e Bumba, respetivamente.

Enquanto isso, Zeca Amaral, técnico do Maquis, com intenção de segurar o jogo, substituiu Vadinho, Borges e Quinzinho por Chole, Yuri e Alexandre. Porém, nada mais mudou, carimbo o passe para as meias-finais em que o Maquis defronta o Petro de Luanda.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.