Os maiores problemas da seleção angolana de futebol são administrativos e passam pelo desrespeito aos atletas, disse hoje o ex-capitão da seleção angolana de futebol Fabrice Maieco ‘Akwá’, ex-jogador do Benfica.

“A falta de ambição não tem sido por parte dos jogadores, porque até o treinador Pedro Gonçalves conseguiu mobilizar uma nata que pode ombrear com qualquer concorrente no CAN. O obstáculo está mesmo na má planificação dos objetivos. Os problemas são administrativos e os desrespeitos aos atletas” disse.

Na Taça das Nações Africanas (CAN) de janeiro de 2024, Akwá almeja ver a seleção angolana, sob comando do treinador português Pedro Gonçalves, melhorar os quartos de final alcançados em 2008, no Gana, e 2010, em Angola, proeza que acredita ser possível caso a federação (FAF) mude de paradigma.

Os comandados do treinador luso integram o Grupo D, com a Argélia, país vencedor em 2019, o Burkina Faso e a Mauritânia, e vão participar pela nona vez na maior festa do futebol africano a nível de seleções.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.