O antigo guarda-redes José Luis Chilavert formalizou hoje a pré-candidatura, como independente, à presidência do Paraguai, com eleições marcadas para 2023, apoiado pelo Partido da Juventude, confirmando uma aspiração política que já tinha anunciado em 2020.

O antigo guarda-redes, hoje com 56 anos, afirmou a vontade de assumir “a responsabilidade de construir um melhor Paraguai”, através da rede social Twitter.

O processo de formalização das candidaturas ficará concluído em 18 de dezembro, pelo Supremo Tribunal de Justiça Eleitoral, e para já o antigo ‘capitão’ da seleção paraguaia apresenta-se sem candidato a ‘vice’, mesmo que o Partido da Juventude tivesse anunciado Sofía Scheid para esse cargo.

Como jogador, Chilavert venceu 12 títulos de clubes, incluindo a Libertadores e a Taça Intercontinental de 1994 pelo Velez, e jogou na Europa e na América do Sul, acumulando ainda 74 jogos pela seleção, entre 1989 e 2003, participando em dois Mundiais.

Ficou conhecido como um ‘guarda-redes goleador’, com 67 golos apontados, superado apenas pelo brasileiro Rogério Ceni.

Mario Abdo Benítez lidera os destinos do Paraguai desde 2018.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.