Com este resultado, o Benfica não só consegue o apuramento como garante o primeiro lugar do grupo I.

Depois de uma primeira parte sem grande história e em que a única nota de destaque foi para o potente remate do bielorrusso Krivets à barra da baliza defendida por Júlio César, na segunda parte, os “encarnados” entraram decididos em arrumar o jogo e a questão do apuramento o mais rapidamente possível.

Assim, quando estavam decorridos apenas alguns segundos após o recomeço da partida, Javier Saviola abriu o marcador a concluir uma bela jogada de entendimento pelo flanco direito do ataque “encarnado”.

César Peixoto lançou de calcanhar Filipe Menezes, este foi até à linha cruzar atrasado, onde apareceu Saviola, que só teve de empurrar para colocar o Benfica em vantagem.

O Benfica dominava o jogo sem impor um ritmo muito elevado e foi uma vez mais pelo lado direito que chegou ao golo, desta feita com Saviola a assistir Fábio Coentrão, que hoje jogou a extremo esquerdo e rematou forte e cruzado para o 2-0.

Estava decidido o jogo e a questão do apuramento, mas houve ainda tempo para uma infelicidade de Miguel Vitor, que se estreou a titular perante as ausências forçadas de Luisão e Sidnei.

Após a marcação de um canto, a bola tabela no defesa encarnado, acabando por trair Júlio César.

Quando ainda falta disputar uma jornada desta fase de grupos da Liga Europa, o Benfica arrumou desde já a questão do apuramento.

O outro lugar que dá acesso aos 16 avos-de-final será ocupado pelos ingleses do Everton, que esta noite foram a Atenas vencer o AEK por 1-0.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.