A UEFA anunciou esta quarta-feira que Lisboa irá receber a fase final da Liga dos Campeões de futebol em agosto, numa ‘final a oito’, em campos neutros e em apenas um jogo. O encontro decisivo estava previsto para o Estádio Olímpico Ataturk, em Istambul, na Turquia, que, em maio de 2018, tinha derrotado a ‘casa’ do Benfica nesta ‘corrida’.

Os jogos dos 'quartos', 'meias' e final serão divididos entre os estádios da Luz e Alvalade.

Os quatro jogos que faltam disputar na segunda-mão dos oitavos-de-final podem também ser realizados em Portugal, no D. Afonso Henriques e no Dragão mas ainda não há uma decisão final sobre esta matéria.

Data dos jogos

7 e 8 agosto: Os jogos da segunda-mão dos oitavos-de-final que faltam realizar
12 a 15 agosto: Quartos-de-final (Lisboa)
18 e 19 agosto: Semi-finais (Lisboa)
23 agosto: Final (Lisboa)

Todos os jogos estão marcados para às 20h00, hora de Portugal continental.

Com estas mudanças, o Estádio Olímpico Atatürk, na Turquia, que devia receber a final desta época, irá ser palco do derradeiro jogo da época 2021-2022. Os outros palcos que iriam receber as próximas finais vêm as datas adiadas por um ano: a final de 2022 será no Estádio do Zenit, em São Petersburgo, a de 2023 no Arena de Munique, e a de 2024 no Estádio de Wembley em Londres.

Liga Europa na Alemanha

A Liga Europa de futebol 2019/20 vai ser concluída entre 05 e 21 de agosto através de eliminatórias de apenas uma mão, em quatro cidades da Alemanha, e a final a ter lugar em Colónia. Duisburgo, Dusseldorf e Gelsenkirchen são as restantes cidades a acolher partidas dos quartos de final e meias-finais da segunda competição continental europeia de clubes.

A UEFA ainda não decidiu, porém, se os encontros da segunda mão dos oitavos de final, que foram suspensos devido à pandemia de COVID-19, vão ocorrer em estádios alemães ou nos recintos dos clubes anfitriões. Os embates cuja partida da primeira mão foi também suspensa, nomeadamente o Inter Milão-Getafe e o Sevilha-Roma, serão também decididos em apenas um jogo disputado em recinto a confirmar.

Os desafios em falta dos oitavos de final terão lugar em 05 e 06 de agosto às 17:55 e 21:00 (horas em Lisboa), seguindo as equipas apuradas para a Alemanha, a fim de disputarem os quartos de final (10 e 11 de agosto), as meias-finais (16 e 17 de agosto) e a final (21 de agosto), que terão sempre início às 20:00.

A Liga Europa foi suspensa em 12 de março, devido à pandemia de COVID-19, momento em que faltavam disputar as duas mãos do Sevilha-Roma e do Inter Milão-Getafe, além da segunda mão de Manchester United-LASK Linz (5-0 na primeira mão), Basileia-Eintracht Frankfurt (3-0), Copenhaga-Istambul Başakşehir (0-1), Shakhtar Donetsk-Wolfsburgo (2-1), Bayer Leverkusen-Rangers (3-1) e Wolverhampton-Olympiacos (1-1).

O sorteio dos quartos de final e das meias-finais terá lugar em 10 de julho, na sede do organismo que rege o futebol europeu, em Nyon, na Suíça. O Comité Executivo da UEFA aprovou também um calendário revisto para a edição de 2020/21 da Liga Europa, cuja final vai ser disputada no Estádio de Gdańsk, na Polónia, cidade que iria receber o encontro decisivo esta época.

As cidades anfitriãs das finais seguintes também acederam a adiar em um ano a organização do evento: Sevilha, em Espanha, recebe a final de 2022 no Estádio Sánchez-Pizjuán, enquanto Budapeste vai acolher a partida decisiva na Puskás Arena em 2023.

'Champions Feminina' no País Basco

A Liga dos Campeões de futebol feminino será retomada também em formato de ‘final a oito’ e irá decorrer entre 21 e 30 de agosto nas cidades espanholas de Bilbau e San Sebastián, no País Basco. A final da competição será a 30 de agosto, no Estádio Anoeta, em San Sebastián, local onde se irão realizar também encontros dos quartos de final e das meias-finais, a par do Estádio San Mamés, em Bilbau.

Após ter sido suspensa em março devido à pandemia de COVID-19, a edição de 2019/2020 da ‘Champions’ de futebol feminino será retomada com um novo formato, de ‘final a oito’, jogado em campos neutros naquelas duas localidades do País Basco.

Os quartos de final serão realizados entre 21 e 22 de agosto, com a realização de quatro partidas (Atlético Madrid-Barcelona, Lyon-Bayern Munique, Glasgow City-Wolfsburg e Arsenal-Paris Saint-Germain). Já as meias-finais serão a 25 e 26 de agosto, uma das partidas entre o vencedor do jogo Arsenal-Paris Saint-Germain e Lyon-Bayern Munique e o outro encontro resultante dos vencedores dos jogos entre Glasgow City-Wolfsburg e Atlético Madrid-Barcelona. O sorteio para determinar a ordem dos jogos irá decorrer em Nyon, na Suíça, a 26 de junho, explicou a UEFA em comunicado.

O organismo revelou que os locais para receberem as próximas finais da Liga dos Campeões de futebol feminino se irão manter como “planeado originalmente”, em Gotemburgo, na Suécia (2021), Turim, Itália (2022) e Eindhoven, Países Baixos (2023).

UEFA Youth League também com mudanças

A UEFA Youth League, competição em que ainda se encontra o Benfica, vai ser concluída entre 16 e 25 de agosto, data da final, em Nyon, na Suíça, confirmou. Segundo a nota publicada no sítio oficial da UEFA, a prova interrompida em 18 de março, devido à pandemia de COVID-19, vai ser reatada com o jogo dos oitavos de final entre a Juventus e o Real Madrid, em 16 de agosto, num campo instalado na cidade onde está sediado o organismo europeu.

O outro desafio por realizar nessa fase, entre o Rennes (França) e o Inter de Milão (Itália), está pendente da decisão quanto ao "processo disciplinar" aberto pela UEFA contra o Inter, que anunciou a desistência da competição devido à covid-19.

Os quartos de final, que incluem o duelo entre o Benfica e o Dínamo de Zagreb (Croácia), estão agendados para 18 e 19 de agosto, estando ainda previstos os embates entre Midtjylland (Dinamarca) e Ajax (Holanda), entre Salzburgo (Áustria) e Lyon (França) e ainda entre os vencedores das partidas dos oitavos de final que restam. Caso ultrapasse os croatas, a equipa ‘encarnada', treinada por Luís Araújo, vai defrontar o Midtjylland ou o Ajax no dia 22 de agosto, em Nyon. A final, que vai decidir o sucessor do FC Porto como detentor do título, está agendada para 25 de agosto.

Dragão sem Supertaça Europeia este ano

A Supertaça Europeia de futebol vai ser disputada em Budapeste, em 24 de setembro, em detrimento do Estádio do Dragão, no Porto. O embate entre o vencedor das edições de 2019/20 da Liga dos Campeões e da Liga Europa estava marcado para o recinto ‘azul e branco’ em 12 de agosto, tendo sido adiado, devido ao prolongamento da temporada devido à pandemia de COVID-19, e remarcado para a capital da Hungria.

Esta alteração do palco do jogo foi anunciada hoje após uma reunião do Comité Executivo da UEFA, sobre a recalendarização das competições europeias face à pandemia provocada pelo novo coronavírus, que decidiu atribuir a Lisboa a organização de uma inédita ‘final a oito’ da Liga dos Campeões.

Substituições e calendários da próxima época

Nos próximos dias a UEFA irá finalizar o protocolo de segurança para os jogos que restam das suas provas, sempre à porta fechada.

Para o que resta da época, cada equipa poderá fazer o máximo de três alterações na lista de inscritos enviada em fevereiro. Os novos jogadores inscritos terão de estar nos planteis na altura da interrupção das provas, em março. As novas contratações, entretanto feitas, não poderão jogar o que resta das provas da UEFA. Cada equipa poderá ter, no máximo, 25 jogadores na lista A.

As equipas poderão fazer cinco substituições, medida aprovada pela FIFA e que já está a ser aplicada nas Ligas que entretanto já reiniciaram. Na próxima época volta o máximo de três substituições.

Cada federação tem até o dia 03 de agosto para entregar a lista das equipas participantes nas provas da UEFA (Champions e Liga Europa) de 2020-2021.

O calendário da época 2020-2021 da UEFA irá sofrer alterações, em virtude da pandemia de COVID-19. As eliminatórias da Liga Europa e Liga dos Campeões serão disputados a uma só mão. Os play-offs voltam ao formato antigo, a duas mãos, com jogos fora em e casa.

A fase de grupos da Liga dos Campeões e Liga Europa arranca a partir de 24 de outubro, depois dos jogos das seleções agendados para essa altura.

Mudanças no Euro2020

A UEFA confirmou também que o Euro2020 de futebol será realizado nas 12 cidades que estavam inicialmente previstas para receber o torneio antes do adiamento para 2021, devido à pandemia da covid-19. Em conferência de imprensa, após reunião do Comité Executivo do organismo, o secretário-geral adjunto, Giorgio Marchetti, confirmou que, como estava planeado, o jogo inaugural será em Roma, em 11 de junho de 2021, e que a final será disputada em Londres, em 11 de julho.

Além da capital italiana e da capital inglesa, a 16.º edição do Campeonato de Europa vai ser disputada ainda em Amesterdão, Baku, Bilbau, Bucareste, Budapeste, Copenhaga, Dublin, Glasgow, Munique e São Petersburgo.

Após o adiamento da competição, por causa da pandemia provada pelo novo coronavírus, o próprio presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, em declarações à imprensa, admitiu a possibilidade de substituir ou reduzir o número de cidades-sede, por questões de segurança e higiene.

“Nove cidades estão confirmadas. Há três que ainda teremos que rever”, disse na altura o líder máximo do organismo que rege o futebol europeu.

Com esta confirmação da UEFA, Portugal, atual detentor do título, vai disputar os jogos do Grupo F em Budapeste, frente a França e um adversário a surgir dos ‘play-offs’, e em Munique, diante da Alemanha. O organismo anunciou ainda que os jogos dos ‘play-offs’, inicialmente agendados para março, vão decorrer entre 08 de outubro e 12 de novembro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.