O presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, revelou esta quarta-feira que a Liga dos Campeões poderá vir a ter vídeoárbitro a partir da temporada 2019/2020.

"De um modo realista, talvez na temporada de 2019/2020 seja possível ter o VAR na Liga dos Campeões e no Europeu", afirmou Ceferin, em entrevista ao jornal italiano 'Gazzetta dello Sport'.

O dirigente esloveno explicou ainda porque é que esta tecnologia não foi aplicada na competição deste ano, e deu o exemplo do jogo entre o Real Madrid e a Juventus para apontar como teria sido a atuação do VAR.

"Não sou contra alterações, mas durante um torneio as regras devem ser as mesmas do princípio ao fim. Desculpem-me, mas o que é que teria mudado no Real Madrid-Juventus? Nada. Há quem tenha visto 20 vezes esse lance, eu vi cinquenta, mas metade continua a dizer que é penalti e outra continua a dizer que não. No Manchester City-Liverpool, podia ter sido útil no golo anulado [Leroy Sané], mas também há outros problemas", atirou Ceferin.

O presidente da UEFA mostrou-se ainda receoso com a utilização do vídeoárbitro no Mundial da Rússia,

"Tenho algum medo do Mundial, onde teremos árbitros que nunca dirigiram jogos com o VAR. Espero que não haja escândalos ou problemas. É mais fácil colocá-lo em campeonatos com todos os árbitros italianos ou alemães. Até mesmo na Premier League já o propuseram", finalizou

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.