O Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) confirmou na tarde desta sexta-feira que foram realizadas buscas nas instalações de dois clubes: o Atlético Clube Marinhense (Leiria) e o Futebol Clube da Régua (Vila Real).

Em causa está uma investigação a uma "presumível regularização fraudulenta de futebolistas, quer através de contratos de trabalho por conveniência, quer pela falsificação de documentos".

No referido comunicado, o Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) acrescenta ainda que foram constituídos arguidos três dirigentes do Marinhense por suspeitas de falsificação de documentos e de auxílio à imigração ilegal.

Foi apreendido material informático durante as buscas, assim como documentação dos clubes.

Já esta manhã, o Ministério Público de Braga acusou de falsificação um jogador de futebol e o seu agente, por alegadamente terem forjado documentos que terão permitido ao futebolista jogar num campeonato de juniores, quando já não tinha idade para tal.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.