A FIFA pretende que os contratos que terminavam a 30 de junho (data original de final de época) passem a ter prazo válido até ao final das competições de cada país, tendo em conta a suspensão das competições à volta do mundo devido à pandemia de COVID-19.

Assim sendo, os novos contratos só teriam inicio no novo começo de época, sendo que, segundo o jornal 'O Jogo', em caso de sobreposição de datas (a nova liga onde o jogador vai atuar começar antes da Liga onde joga no momento terminar), a prioridade deverá ser dada ao clube atual, a menos que exista um acordo entre os dois emblemas envolvidos no negócio.

De acordo com a agência Reuters, o grupo de trabalho criado para analisar o impacto do novo coronavírus no futebol mundial, sugere ainda que as janelas de transferências sejam alteradas tendo em conta as novas datas de início e final de época.

O grupo pede ainda que haja entendimento entre equipas e jogadores em relação ao pagamento de salários durante a suspensão.

O documento encontra-se em análise, não tendo a FIFA tomado qualquer decisão final sobre o assunto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.